Blog da Loja Integrada

3 dicas para criar um plano de marketing de e-commerce

Um plano de marketing para e-commerce reúne estratégias que têm um objetivo em comum: trazer visitantes para sua loja e transformá-los em clientes.

Sim! Você precisa de mais do que apenas criar uma loja online para vender. Em uma loja física, você colocaria placas, distribuiria folhetos e tomaria diversas medidas para que as pessoas conhecessem o estabelecimento, certo? Na loja online, não é diferente! Você também precisa de uma série de ações para que os consumidores cheguem até o seu e-commerce.

Para simplificar sua vida, abaixo vamos focar nas dicas principais do que não pode faltar no seu plano de marketing. Confira:

1. Otimize seu conteúdo para os mecanismos de buscas

Uma coisa é certa: você precisa atrair tráfego para sua loja. E, atualmente, aonde as pessoas vão quando não sabem onde comprar algo? Isso mesmo, no Google e em outros mecanismos de buscas.

Por isso, em primeiro lugar, seu plano de marketing precisa contemplar estratégias que façam o seu negócio aparecer bem posicionado no Google. Mas quais são essas estratégias?

Você deve pensar no SEO – Search Engine Optimization, ou otimização para mecanismos de busca. O SEO é um conjunto de ações que incluem, entre outras, identificar as palavras-chave ideais para o seu negócio — ou seja, aquelas que as pessoas usam nas pesquisas e que podem levar até o seu negócio.

Essas palavras-chaves devem ser cuidadosamente estudadas, selecionadas e usadas em diferentes elementos da sua loja, como textos de página, cabeçalhos, descrições etc.

Outras ações incluem otimizar a usabilidade e experiência da sua loja, verificar a relevância dos conteúdos, fazer link building e muito mais. Para se aprofundar mais no assunto, dê uma olhadinha no post O que é e como usar SEO para loja virtual!

Além do SEO, que vai gerar um tráfego orgânico (aquele pelo qual você não paga), também vale a pena incluir no seu plano de marketing anúncios do Google Ads, presença no Google Merchant Center e similares. Quando bem elaborados, os anúncios pagos podem garantir as primeiras posições nos resultados das pesquisas relevantes para a sua loja.

2. Inclua as redes sociais no seu plano de marketing

O segundo canal que gera tráfego para sua loja atualmente são as redes sociais. É por lá, em muitos casos, que os consumidores veem um produto pela primeira vez.

As redes sociais, além de servirem para divulgar sua loja, também geram engajamento com seu público. Por meio delas, você pode estreitar seu relacionamento com clientes e fazer com que eles amem a sua marca, incentivando-os a fazer o bom e velho “marketing boca a boca”.

Postar sobre seus produtos regularmente em plataformas sociais pode aumentar sua adesão e elevar diretamente as chances de vender seus produtos. Especificamente, o Facebook e o Instagram permitem que você crie sua loja na própria plataforma e redirecione os clientes para sua loja online. No post Shopping on Instagram: entenda e saiba como usar na sua loja virtual, exploramos mais sobre alguns desses recursos.

Assim como no Google, você também pode fazer anúncios pagos nessas redes sociais. Elas dão a oportunidade de atingir um público muito mais segmentado e, portanto, com maiores chances de gostar do que você tem a oferecer. 

Outras redes sociais que podem ser relevantes para sua loja são o LinkedIn, YouTube e TikTok.

Você pode ver um pouco mais sobre o assunto no post: Use as redes sociais como aliadas da sua loja online.

3. Crie conteúdo exclusivo, útil e variado para seu público

Por último, o básico de um plano de marketing para seu e-commerce inclui criar conteúdo exclusivo para o seu público. Mais do que falar de você, esse conteúdo deve ser sobre as suas buyer personas. Quais são as dores dos clientes, o que eles esperam e como seus produtos podem resolver esses problemas.

Em comparação com outros métodos, a criação de conteúdo pode ser considerada um canal mais lento para gerar leads. Mas é extremamente importante para construir a autoridade da sua marca e gerar fidelidade.

Isso pode incluir artigos de blog, vídeos com tutoriais e até mesmo podcasts — entre muitos outros tipos, é claro.

Produzir conteúdos também pode aumentar a visibilidade, taxa de tráfego e engajamento da sua loja virtual, bem como incentivar parcerias. Além disso, essa atividade ajudará com seu rankeamento nos mecanismos de pesquisa.

O conteúdo também será necessário para seus planos de e-mail marketing. Você pode dar uma olhadinha no post Como vender mais com e-mail marketing para ver as nossas dicas.

Além das estratégias e planejamentos, inspiração e criatividade são componentes essenciais para dar aquele gás na criação de um plano de marketing incrível! Que tal dar uma olhadinha nos nossos Cases de Sucesso?

Leia mais

Artigo anterior

Meios de pagamento online: chargeback e antifraude

Leia mais

Próximo artigo

O que rolou no mundo do e-commerce em março

Deixe seu comentário