Blog da Loja Integrada

5 elementos da experiência do usuário para aplicar já!

Praticamente todo e qualquer produto ou serviço tem concorrente. Quando cada vez mais empresas começaram a surgir, a publicidade veio para auxiliá-las a comunicar o seu diferencial. Porém, a publicidade sozinha já não dá conta de destacar uma marca. Além desses esforços, as empresas precisam se dedicar para criar uma experiência do usuário incrível — encantando os clientes, incentivando-os a comprar de novo e indicar a loja para amigos e familiares. Por isso, as lojas que não olharem com cuidado para os elementos da experiência do usuário correm o risco de perder espaço no mercado.

Sopa de letrinhas: UX, UI, CX e BX

Quando pesquisamos sobre os elementos da experiência do usuário, é comum nos depararmos com uma série de siglas que podem confundir — e muito! Vamos explicar cada uma delas.

UX
UX significa User Experience ou Experiência do Usuário, em português. É o termo para explicar a importância de desenvolver elementos de design que facilitem a interação, navegação e ações do visitante do seu site ou da sua loja virtual.

A UX pode ser aplicada a tudo. Por elementos de design nos referimos a layouts de aplicativos, sites, e-commerce, blogs, embalagens, produtos e muito mais. Por exemplo, um site que carrega rapidamente e não faz o usuário esperar, um e-commerce que apresenta os produtos que o usuário deseja sem que ele precise clicar em muitos links ou botões para encontrá-lo, uma embalagem que, além de bonita, é funcional e poderá ser reutilizada para outro fim, um produto fácil de manusear e instalar ou um aplicativo intuitivo e fácil de navegar.

É importante frisar que o centro da UX é o usuário. Ou seja, tudo que é feito e todas as decisões são tomadas para oferecer a melhor experiência possível. Dessa forma, antes de começar a trabalhar os elementos da experiência do usuário, é preciso descobrir quais são as demandas, necessidades, rotinas, hábitos e desafios do usuário.

UI
UI significa User Interface ou Interface do Usuário, em português. É o termo usado para denominar os elementos que fazem a troca de informações entre a máquina e o usuário. Ou seja, que auxiliam o humano a indicar para a máquina qual é a ação que ele deseja executar com aquele aplicativo, site ou produto. Os botões de um e-commerce são exemplos de UI.

CX
CX significa Customer Experience ou Experiência do Cliente, em português. Esse termo está ligado com a preocupação das empresas em oferecer uma excelente experiência do cliente pensando em todas as interações dele com a empresa. Desde o momento em que entra no site pela primeira vez até o pós-venda.

A CX leva em conta a UX e a UI, mas também considera quais canais são oferecidos para o cliente sanar dúvidas e fazer reclamações, a forma como ele é atendido, os meios de pagamento e envio oferecidos, o prazo de entrega, a maneira como ele recebe a Nota Fiscal, o processo de unboxing, as pesquisas de satisfação e muito mais. Lembrando que, novamente, toda e qualquer ação é feita pensando no que é melhor e mais relevante para o usuário.

BX
BX significa Branding Experience ou Experiência de Marca, em português. Este termo abrange todos os outros citados acima, pois representa a experiência que o usuário tem com a marca antes mesmo de se tornar um cliente. A BX está fortemente conectada com o posicionamento de marca, pois seu objetivo é construir valor para o usuário.

Conheça 5 elementos da experiência do usuário

Agora que já compreendemos mais sobre a experiência do usuário e as diferentes formas que ela pode atuar, vamos dar uma olhada em alguns elementos importantes que podem ser considerados para aprimorar o seu negócio.

Nunca é demais reforçar que o aprimoramento da experiência do usuário deve ser realizado para os seus perfis de cliente. Ou seja, não realize nenhum tipo de mudança sem fazer um estudo prévio sobre o seu público, construir uma persona e analisar se suas ações são relevantes para o usuário em questão. Agora, sim. Vamos aos 5 elementos da experiência do usuário.

1. Usabilidade

O que é? É o termo usado para denominar o quão fácil é, para o usuário, utilizar aquele produto, site, aplicativo etc. Ele está ligado à arquitetura da informação, organização de categorias, posição dos botões e banners entre outros.

Por que é um dos elementos da experiência do usuário? Porque a usabilidade é a responsável por fazer com que o usuário encontre facilmente aquilo que deseja. Além disso, entre os elementos-chave da usabilidade estão:

• A preocupação com a rapidez do carregamento da página;
O ritmo atual da sociedade é veloz, por isso, poucos aguardarão muito tempo para visualizar um site.

• A preocupação em oferecer um ambiente seguro para o usuário;
Pois os usuários não se sentem à vontade em navegar por um site duvidoso, que possa dar margem a cibercriminosos e hackers. Eles querem ter a certeza de que seus dados estão seguros.

• A confiabilidade.
A confiabilidade, neste caso, não está ligada apenas à segurança de dados e privacidade, mas também à comprovação de que outros clientes já visitaram e gostaram da loja, já compraram e receberam o produto sem problemas e assim por diante. Dessa forma, fica claro para o usuário que, se outras pessoas já confiaram nesta marca, ele também pode confiar.

2. Navegabilidade

O que é? Navegabilidade sempre anda junto com a usabilidade. Especialmente porque a sua responsabilidade é fazer com que o cliente encontre o que deseja com a menor quantidade de cliques (ou toques na tela) possível.

Por que é um dos elementos da experiência do usuário? Para que seja possível entregar uma experiência ágil e simples para o usuário. Ele não precisará navegar muito para encontrar o produto que procura num e-commerce, por exemplo. Nem ser redirecionado para outras janelas ou preencher formulários enormes para conseguir efetuar uma compra, por exemplo. Essa simplicidade no acesso é fundamental para uma boa experiência e está fortemente ligada a maiores taxas de conversão.
Usabilidade e navegabilidade estão intimamente ligadas. Confira o texto Navegabilidade e usabilidade para loja virtual para saber ainda mais sobre estes termos.

3. Design responsivo

O que é? É o design que se adapta a qualquer tamanho de tela.

Por que é um dos elementos da experiência do usuário? Existe uma tendência crescente de trocar a navegação web em desktops pela navegação em dispositivos móveis. Grande parte dos internautas usa smartphones e tablets para se comunicar, pesquisar e comprar produtos.
Se, ao acessar seu site, eles encontrarem um ambiente em que os botões são pequenos demais para tocar ou se precisarem dar zoom para conseguir visualizar, por exemplo, terão uma experiência desagradável e, provavelmente, abandonarão o site.
Um lembrete importante é que o layout padrão da Loja Integrada e os temas vendidos são todos responsivos já.

4. Conteúdo relevante

O que é? É o conteúdo (em forma de texto, imagem, vídeo etc.) que considera a persona e a etapa da jornada de compra em que ela se encontra.

Por que é um dos elementos da experiência do usuário? Pois é a relevância do conteúdo que faz com que o usuário se interesse pela empresa. Um conteúdo de qualidade entrega informações importantes ao usuário, algo que ele realmente deseja saber e vai levar em conta na hora da compra.

5. Layout esteticamente agradável

O que é? É o visual bonito, que chama a atenção do usuário.

Por que é um dos elementos da experiência do usuário? Uma aparência atraente é responsável por atrair o olhar do usuário e despertar o seu interesse. Além disso, o visual também transmite e complementa informações, provoca sensações e emoções, expressa características sobre a marca etc.
Nesse caso, sugerimos que adequem as cores dos elementos de acordo com a psicologia das cores.

Gostou do texto de hoje? Então, continue se aprofundando sobre o tema com o guia definitivo da experiência de usuário para o e-commerce.

Leia mais

Artigo anterior

Conheça o poder do conteúdo segmentado e personalizado

Leia mais

Próximo artigo

Banner para loja virtual: aprenda a criar o seu

Deixe seu comentário