Blog da Loja Integrada

6 passos para aumentar as vendas do seu e-commerce inspirados nos cases da Loja Integrada

A forte expansão das vendas online nos últimos anos é a prova real de que o e-commerce, mais do que uma estratégia de marketing, tornou-se questão de sobrevivência para empresas de muitos setores. Dados do e-bit afirmam que houve um aumento de 15% sobre o faturamento das vendas online no Brasil somente em 2015. Para um país enfrentando uma crise econômica, essa porcentagem é bastante significativa.

Confira o relatório do e-bit sobre os resultados do e-commerce em 2015

Para abocanhar uma fatia desse bolo que não para de crescer, é preciso construir muito mais do que um site. Para vender, a loja virtual precisa criar uma relação de confiança com o cliente, e um bom começo é garantir excelente experiência de compra.  Qualquer deslize na operação pode significar a perda da venda e, fatalmente, a do cliente. Como não queremos que isso seja uma realidade factual em sua loja online, separamos 6 estratégias para ajudá-lo a atrair interessados para o seu negócio e aumentar as vendas do seu e-commerce.

 

SEO vendas e-commerce

 

1. SEO, apareça nas primeiras posições do Google

As ferramentas de busca online (Google, Busca Integrada, Bing, entre outros) são um fator importantíssimo quando o assunto é atrair clientes para o seu espaço virtual. Por quê? Elas são, hoje, a principal fonte de procura de informações da internet e, certamente, muitos dos seus clientes vão encontrar a sua loja por esse canal.

O fato é que a grande maioria dos usuários só acessa a primeira página do resultado de busca e é importante posicionar sua empresa lá. Para ajudar, existem muitas técnicas para ranquear melhor sua empresa na busca orgânica:

  • Encontre uma palavra-chave que esteja relacionada com o tema principal do seu produto. Alguns sites que você pode buscar pelo melhor termo são Ubersuggest, SEMRush, Google Adwords.
  • Inclua a palavra-chave nos seguintes pontos estratégicos:
  • palavra-chave no título do produto;
  • na metadescrição, que é o pequeno texto de 160 caracteres que fica embaixo do título, no site de buscas;
  • palavra-chave na personalização da URL, ou seja, no link ou no endereço de uma página da web. O nome da sua loja virtual pode ser um bom exemplo de palavra-chave, nesse caso;
  • na descrição do seu produto e das imagens que você pretende colocar para mostrar o que está vendendo. Isso ajudará a posicionar a sua loja no ranking dos sites de busca.
  • Produza conteúdo relevante utilizando as palavras-chave do seu negócio. Um blog é um bom começo! E sabe por quê? É uma ferramenta simples e importante, pois, enquanto o site oferece informações sobre a empresa e produtos, o blog traz conteúdo que gera reconhecimento à sua marca, sendo visto como uma forma de atrair leitores e de ser fonte de informação para outros canais. 

2. Design Responsivo

Cada vez mais, aumenta a compra de celulares no Brasil: só no fim de 2015 o número de brasileiros usando smartphones era de 76,1 milhões, segundo a Nielsen Ibope – um crescimento de 48% em comparação a mesma data do ano passado. Com o aumento da demanda, são desenvolvidos aparelhos novos, mais modernos e com uma abordagem visual diferente. Por isso, ao invés de desenvolver duas lojas virtuais diferentes, um para celular e outro para computador, invista em um único e-commerce que consiga contemplar todos os formatos de tela e resolução possíveis.

Além de melhorar a navegação do usuário, um site responsivo (que abre em todos os tamanhos de tela de dispositivos: celulares, tablets, computadores, smartvs, etc) ainda facilita o controle de métricas e indicadores de desempenho, já que você terá que analisar o resultado de apenas um site.

3. Facilite a navegação

A navegação de um e-commerce precisa ser intuitiva, clara e fácil. Não adianta ter a melhor estratégia de marketing do mundo se os seus clientes desistem da compra por ficarem confusos na hora da navegação, ou por não encontrarem o produto que estavam buscando. Antes de construir a sua loja, se espelhe em modelos que são sucesso no mundo virtual.

Algumas dicas para melhorar a navegação do seu site:

  • Manter a simplicidade e objetividade da página: a dica vale não apenas no visual, como cores e imagens, mas também na maneira como você apresenta as informações. Ter um menu bem categorizado facilita a busca por um determinado produto na sua loja . Textos pequenos e concisos conseguem passar todo conteúdo necessário sem cansar o leitor. Lembre-se: usuários de tecnologias querem conseguir informações rápidas e fáceis!
  • Agilidade na navegação: vídeo e imagens podem deixar sua loja virtual atraente e inovadora, mas o uso em excesso pode sobrecarregar e acabar afetando a velocidade de carregamento das páginas. Muitas pessoas não têm paciência para esperar uma página carregar, e acabam desistindo do conteúdo. Não perca um cliente por esse motivo!
  • Seja memorável: mesmo simples, conciso e com artes leves, seu site pode ser inovador e ter uma identidade visual única. Quem navegar pela primeira vez nele deve ficar com uma imagem marcante na memória. Como conseguir isso? Comece centralizando a escolha das cores. Se sua marca já possui uma paleta de tons definida, já sabe com quais cores trabalhar. Agora, se você precisa começar do início, ferramentas podem ajudá-lo a escolher as cores do layout. Uma delas é o Adobe Collor, que traz combinações de tons para que o site do seu e-commerce não tenha excessos de extravagância, nem seja simples demais.
  • Você pode mensurar a usabilidade do seu site: não se trata de algo que é  necessário fazer, mas uma das formas de verificar se seu site está de acordo com os seus propósitos é aplicar o teste do eye-tracking. Por meio de câmeras, ele analisa o movimento e o comportamento do globo ocular de usuários voluntários que se encaixem com o perfil do seu público-alvo. Quais elementos visuais chamam mais atenção no seu site e quais são vistos primeiro pelas pessoas, quanto tempo elas leem um determinado conteúdo, quais fotos chamam mais atenção, no caso de uma loja, quais produtos parecem ser mais chamativos são alguns dos pontos possíveis de serem analisados com o teste.

Alguns fatos interessantes e relevantes já foram obtidos por meio de pesquisas com o eye-tracking. Por exemplo: ao contrário do que muitos pensam, os visitantes leem textos antes de olharem as imagens. Também analisou-se que o ponto de maior destaque dos sites, onde está concentrado o foco das pessoas à primeira vista, é o topo esquerdo. Já sabe onde inserir a logo de sua loja virtual, não é mesmo?

4. Branding

De uma maneira geral, branding significa gestão da marca e se traduz no conjunto de ações estratégicas que contribuem para a construção da percepção do consumidor em relação a essa marca. Ela vai muito além do logotipo ou da identidade visual da empresa, e cuida de todos os pontos de contato entre consumidor e a marca. O objetivo é fazer com que ele associe todas as experiências que teve e crie uma boa impressão dessa marca.

Por que é importante investir em branding? Porque esses esforços geram reputação e reconhecimento para a marca, e não é novidade que credibilidade é aspecto chave do sucesso no meio virtual. Quando analisamos o posicionamento da marca perante o mercado e definimos quem é o público-alvo, conseguimos falar exatamente com as pessoas de nosso interesse. Você tem feito isso? O conteúdo que você oferece no e-commerce tem relação com aquilo que você posta na rede social, por exemplo? Atente-se a esses cuidados, pois uma marca bem conceituada vai chamar a atenção das pessoas e exigir de você menos investimentos em publicidade.

5. Promoções 

As promoções são excelentes aliadas para conquistar novos clientes, fidelizar antigos, divulgar a marca e livrar-se de estoques. Mas para garantir a eficiência da campanha e o melhor proveito para divulgar sua marca, é necessário investir em um planejamento estratégico eficiente. Ao se preparar para a Black Friday, por exemplo, faça uma revisão dos lucros obtidos no ano passado, as palavras-chave usadas, o conteúdo oferecido, os erros e acertos da estratégia. Não é só você que deve estar preparado, o seu consumidor também: envie e-mails anunciando as promoções para aumentar o desejo e a expectativa de todos. Entretanto, cuidado: se a frequência for muito alta, o efeito pode ser contrário. Para não exagerar no e-mail, aproveite para divulgar nas redes sociais e anúncios.

6. Defina o público-alvo

Qualquer que seja a estratégia utilizada para atrair os clientes, não esqueça de segmentar! Não adianta atrair visitantes para a sua loja virtual e não vender. Converter visitante em comprador é mais importante do que mensurar a quantidade de pessoas que visitam seu site de e-commerce. Tenha em mente quem são seus compradores, como eles escolhem e comparam produtos, o que eles querem, o que eles buscam, quais são seus dramas, a maneira que eles consomem, como eles querem ser vistos e como a vida deles pode melhorar com seus produtos.

Quanto mais informações sobre seu público-alvo você tiver, mais definida e certeira será sua estratégia de marketing e a divulgação da sua loja virtual. Se você vai investir em uma campanha patrocinada no Facebook ou se anunciará no Google são escolhas que devem ser feitas com essas informações.

Escolher uma plataforma virtual para criar seu e-commerce também é um passo essencial para alcançar o sucesso. A Loja Integrada oferece layout personalizável, mensuração de resultados, páginas otimizadas para o Google e todas ferramentas necessárias para alavancar seu negócio. Conheça mais nossos recursos.

Ainda tem alguma dúvida sobre como aumentar as vendas com e-commerce? Conte para a gente nos comentários!

 

 

Assine o plano Pró da Loja Integrada

Parabéns, agora você pode por em prática tudo que aprendeu!

Leia mais
Loja Integrada empreendedor de sucesso

Próximo artigo

Empreendedor de Sucesso da Loja Integrada traz dicas para vender mais

Deixe seu comentário