7 Passos INFALÍVEIS para fazer uma página de Descrição de Produtos ÉPICA que converte mais e tem mais visitas!

Share on Facebook1Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Share on LinkedIn9
Tempo de Leitura: 16 minutos

A ideia desse artigo é ajudar as pessoas que tem um loja virtual e querem ter a máxima conversão em suas páginas de produtos e também querem saber EXATAMENTE o que elas precisam fazer para conseguir mais visitantes vindos do Google sem precisar pagar por anúncios.

O ponto básico para você conseguir aproveitar 100% esse artigo é que você já tenha feito o planejamento de como montar a sua loja virtual e que sua loja virtual tenha sido montada com Loja Integrada, pois nesse artigo vou passar todo o passo-a-passo necessário para tirar o melhor da sua página de produtos.

Mentiras que contamos para não fazer

Sempre quando vou fazer uma consultoria com alguma empresa um dos primeiros itens que olho é a página de produtos, por que é um dos pontos mais importantes para realizar vendas on-line e sempre que começo a pontuar tudo que, normalmente, está faltando escuto:

“Ah, mas o usuário não lê antes de comprar”
“Ah, mas todo mundo no setor faz assim”
“Ah, mas o que eu vou falar sobre uma legging/blusa/celular/geladeira/sapato…”

Quando começo a conversar e fazer perguntas para essas pessoas vejo que essas respostas, na maioria das vezes, não passam de desculpas, por que quando se faz um página de descrição bem feita leva tempo e dá trabalho…Como diz um amigo meu “Trabalhar dá trabalho.”

Por que é importante?

Investir tempo para criar páginas de descrição de produtos ÉPICAS quando temos uma loja virtual é importante pelo seguintes motivos: 

  • Na loja online não existe o papel do “vendedor”, e se o cliente não achar a informação do jeito que ele prefere, você perdeu o cliente, a venda e, dependendo, o dinheiro do anúncio;
  • Aumenta a percepção de segurança e credibilidade para a pessoa que acessa a sua loja virtual na primeira vez;
  • Por melhor que seja a descrição do produto, ela não vai tirar totalmente as dúvidas dos clientes. Por isso, não elimine as outras formas de contato (telefone, chat, WhatsApp), mesmo que a descrição reduza consideravelmente o contato nos demais canais;
  • Na Internet, se o cliente não achar a informação que ele precisa do jeito que ele quer, ele volta para o Google e vai no próximo resultado de busca;
  • Ajuda consideravelmente você ser achado pelo Google e ranquear bem nas buscas orgânicas (SEO).

Pense no Google e Pense no clientes

Muitas vezes quando vamos trabalhar na página de produtos, acabamos esquecendo de quem realmente aperta o botão de comprar e passa o cartão: O CLIENTE!

Quando esquecemos disso, acabamos focamos todo o nosso esforço em fazer SEO (se você não sabe o que é SEO de uma olhada no vídeo abaixo) e ficamos pensando só no que a gente acha que o Google vai gostar. Como consequência, a página de descrição de produto fica artificial, de difícil leitura e acabamos afastando os clientes.

O Google está em constante evolução e ele consegue identificar se uma página de produto é útil para o cliente ou não. Por isso, o melhor e mais curto caminho para agradar o Google e conseguir melhores posições é agradar o cliente.

Como fazer:

Quanto mais você entender do mercado, do produto e do cliente que você vai atender, melhor e mais fácil será a criação da sua página de descrição épica.

No passo-a-passo vou mostrar para você utilizando um exemplo de uma loja virtual Plus Size. Para deixar tudo bem didático, vou mostrar o passo a passo. A ideia é só para ajudar você a ver o resultado final, portanto não leve em consideração o fato da loja que usei neste exemplo estar muito básica.

Vamos para a prática:

1. Escolha a palavra chave que você vai usar.

Antes de te mostrar o processo de como escolher as palavras-chaves, vou te explicar o que é palavra-chave e para o que ela serve:

Palavra-chave é aquela palavra que você digita no Google antes de clicar em buscar. Por exemplo, a imagem abaixo temos a palavra-chave “legging”.

Agora no exemplo abaixo a palavra-chave é “legging preta cintura alta”.

A palavra-chave pode ser composta de uma palavra ou mais. É muito importante escolhermos com cuidado cada uma que vamos colocar na nossa página de descrição de produto, já que o Google vai exibir páginas que tenham relevância para a busca que o usuário está fazendo. Se o usuário está procurando “legging preta cintura alta”, a probabilidade de ele clicar em uma página de produto que se chame “Legging Preta Cintura Alta” é maior do que se o produto se chamasse “Legging Lisa preta cod. 7412.

Como escolher a palavra chave?

Eu sugiro os seguintes passos:

Papel e caneta

Pegue um papel e caneta ou um bloco de notas e comece a escrever, sem medo de ser feliz, como você acredita que o usuário busque o seu produto. Faça uma lista, quanto mais opções melhor.

Google Trends

Depois da lista feita, caso você tenha encontrado dois ou mais termos que o seu produto pode ser chamado, utilize a ferramenta gratuita – o Google Trends – para entender como as pessoas buscam pelo seu produto.

No exemplo abaixo, usei o Google Trends para entender se as pessoas buscavam mais por “leg” ou “legging”, digitei as duas palavras separadas por vírgula, usei os filtros de país (Brasil) e selecionei o período de análise baseada nos últimos 12 meses e cliquei em buscar. Assim:

Da para ver claramente no resultado que “legging” é o termo mais buscado. Por isso, já sei que vou usar esta palavra.

Todas as ideias que coloquei com a palavra “leg” vou riscar da minha lista e vou avançar para o próximo passo, só com as palavras-chaves que contenham a palavra mais buscada, neste caso legging. Passo para a próxima ferramenta:

KeywordTool.io

O KeywordTool.io é uma ferramenta que vai te ajudar a ter mais ideias de como as pessoas estão buscando pelo seu produto.

Para usar ele é muito simples: acesse o site, digite a palavra-chave que você precisa de mais ideias e selecione “google.com.br” e também “Portuguese – Brasil” e clique em buscar. Assim:

O resultado serão centenas de formas que as pessoas fazem buscas utilizando a palavra-chave que você informou. Para você ter uma ideia do poder dessa ferramenta para apalavra chave “legging”, ela me trouxe mais 690 opções de buscas que as pessoas fazem utilizando esta palavra.

Depois de testar as palavras-chaves que eu tinha anotado e validado com o Google Trends, vou pegar outras palavras-chaves do resultado do KeywordTool.io que não tinha anotado e que fazem sentido para o meu produto.

Google Keyword Planner 

O Google Keyword Planner é uma ferramenta gratuita que fica dentro do seu painel do Google Adwords.

Essa ferramenta vai nos dar uma ideia do volume de buscas mensais para cada uma das palavras que listamos.

Na minha pesquisa, procuro pela melhor forma de cadastrar uma legging com modelagem Plus Size na cor preta, nesse meu caso a minha lista foi esta:

Legging
Legging plus size
Legging gordinha
calça Legging plus size
calça Legging gordinha
Legging preta plus size
Legging preta gordinha
calça Legging preta plus size
calça Legging preta gordinha
Legging plus size preta
Legging gordinha preta
calça Legging plus size preta
calça Legging gordinha preta

Ao acessar o Google Keyword Planner, é só clicar no segundo link colocando a sua lista de palavras e clicando no botão azul. Assim:

Você vai ter uma ideia do volume de buscas por mês para cada uma das palavras-chaves. Como mostra a imagem abaixo:

Se você utiliza o Google Adwords e tem investido nele ultimamente, vai conseguir os números mais exatos e não em faixas (10 – 100) como no exemplo acima. Mas, independente de você investir ou não, a lógica continua exatamente a mesma.

Dessa forma, fica muito mais simples saber qual palavra-chave escolher. Qual a chance de eu ter alguém visitando a minha loja virtual via buscas orgânicas do Google pela palavra “Legging preta gordinha” se o volume de buscas é zero?

Na imagem acima ficaram “empatadas” as palavras “Legging preta plus size” e “calça Legging preta plus size” e acabei escolhendo a “Legging preta plus size”, porque nos meus testes anteriores no Google Trends eu já sabia que “Legging” tem mais buscas do que “Calça Legging”.

Lógico que investindo no Google Adwords ou utilizando uma outra ferramenta como o SemRush é bem mais fácil, mas como sei que para quem está começando, normalmente, sobra tempo e falta dinheiro, está aí uma forma de se planejar 100% grátis! 😀

UMA (E APENAS UMA!) PALAVRA-CHAVE POR PÁGINA

Isso é muito importante! Você vai pegar uma (e somente uma!) palavra-chave para usar por página no seu site. Como falei no exemplo acima, vou usar a palavra “Legging preta plus size” e esse será o meu foco nessa página de produto.

Se depois de todo o trabalho você ficar com duas ou mais candidatas (como eu fiquei) você tem dois caminhos: 1) escolher uma das duas palavras (como eu fiz) e esquecer as outras. 2) criar um outro produto para a(s) outra(s) palavras-chaves.

Isso é muito importante! Nunca, nunca, nunca, nunca mesmo utilize mais de uma palavra-chave por página na sua loja virtual. SEO é uma questão de foco!

 

2. Estrutura de categoria

Existem várias teorias de como se montar uma árvore de categorias. Quando você tem milhares de produtos e dos mais variados tipos, faz muito sentido estudar isso a fundo e investir um bom tempo para saber qual caminho a seguir no seu tipo de negócio. Porém, quando se tem uma pequena empresa que está começando, vamos ter poucos produtos (logo poucas categorias) e não faz sentido investir muito tempo nisso.

Por isso, vou te dar o melhor caminho para quem está começando. Fazendo isso você não vai levar muito tempo e vai criar uma estrutura exatamente como os seus clientes e usuários entendem, pensam e, principalmente, buscam quando estão querendo comprar o que você vende.

Aproveitando aquela mesma busca que fizemos anteriormente para escolher a palavra-chave dentro do Keyword Planner:

Você pode ver que em volume de buscas, temos a seguinte ordem das palavras-chaves:

Legging -> 12.100 buscas mensais
Legging Plus Size -> 170 buscas mensais
Legging Preta Plus Size -> 10 buscas mensais

Ou seja, está aí a nossa árvore de categorias para as leggings Plus size:

Legging > Categoria
Legging Plus Size > Subcategoria
Legging Preta Plus Size > Produtos

Na Loja Integrada é fácil criar as categorias e as URLs já vêm certinhas como tem que ser!

Uma coisa que às vezes as pessoas tem um pouco de dificuldade é na hora de criar a subcategoria. Antes é preciso criar a categoria.

No nosso exemplo acima, depois que a gente criou a categoria “Legging”, é só criar outra categoria “Legging Plus Site” e dizer que ela vai ser filha da categoria Legging.

Feito isso, agora vamos cadastrar o produto!

3. Onde colocar a palavra-chave?

A dica aqui é fácil: coloque a palavra-chave em todos os lugares, simples assim. 🙂

Dentro do cadastro do produto, a nossa palavra-chave vai estar em todos os locais: nome do produto, h1 e url.
Outro ponto importante que você precisa preencher é a parte de SEO do seu produto:

A tag title vai ser a sua palavra-chave. Na meta tag description, utilize um texto de até 170 caracteres que seja uma chamada convidando a pessoa a clicar no seu resultado do Google. Nesse texto, a palavra-chave deve aparecer uma ou duas vezes.

O texto que usei foi este:

“Legging preta plus size Acesse e Conheça AGORA . Material de extrema qualidade, um delícia de vestir! A melhor Legging preta plus size que você já usou! Clique e Conheça AGORA

Você pode ver que ficou um texto com duas chamadas para a ação (sublinhado) e duas vezes a palavra-chave (em negrito)

Outro fato importante é que você não precisa colocar as meta tag keywords, pois o Google não usa isso desde 2009.

4. Fotos e vídeos

Um coisa que muita gente se esquece quando está vendendo pela internet é que quando o cliente está fazendo compra online, ele não está comprando um produto… ele está comprando fotos e vídeos de um produto.

Isso quer dizer que, o seu produto pode ser o mais incrível do mundo, porém se as suas fotos forem ruins, o produto vai ser ruim na cabeça do cliente. Por isso é muito importante você ter o maior número possível de imagens boas!

Além disso você precisa ter vídeo, ou vídeos no seu produto! Com esta mídia, é possível transmitir uma experiência mais real de como é o seu produto, como é usar ele, que problemas ele resolve…

Além dos pontos acima que falei, o Google também adora conteúdo! Fotos originais e vídeos originais vão te dar muitos pontos e vão te ajudar a indexar melhor nos resultados de busca normais, tanto em imagens quanto no Youtube.

Ah! Sem falar, é claro, que se você fizer um vídeo bem legal, é provável que ele acabe indexando melhor que a sua loja virtual em um primeiro momento. O que é muito bom!

Muita gente utiliza fotos de fabricantes e isso é ruim por dois motivos:

1) O usuário vai acessar 20 sites e eles vão ser iguais, com as mesmas fotos e os mesmos vídeos todos iguaizinhos fornecidos pelo fabricante. Quando tudo é igual, o que o cliente vai usar para escolher? Isso mesmo, o preço…

2) Quando usamos conteúdo fornecido pelo fabricante, o Google reconhece isso e simplesmente acaba ignorando as nossas páginas de produto. Não quer dizer que você será penalizado. Ele simplesmente vai ver que o seu conteúdo é repetido e não indexará sua loja virtual.

Acredite: com um celular e um pouquinho de estudo e treino, é tranquilo fazer fotos originais e muito boas dos seus produtos.

Na Loja Integrada, é muito simples carregar fotos e cada produto da sua loja pode ter até 10 fotos, o que é fantástico para você explorar ao máximo a exibição dos detalhes e os diferenciais que cada produto apresenta.

O legal é você subir as imagens com nome usando a palavra-chave separadas por traços “-”. No nosso exemplo acima vão ficar desta forma as 4 imagens:

legging-preta-plus-size-1.jpg
legging-preta-plus-size-2.jpg
legging-preta-plus-size-3.jpg
legging-preta-plus-size-4.jpg

Outro ponto que a Loja Integrada faz automaticamente é colocar a tag “Alt” nas imagens automaticamente com o nome do produto. Isso também ajuda a aparecer rapidinho no Google organicamente! 🙂

Você também pode carregar vídeos facilmente desde que os tenha subido no Youtube. É só pegar usar a URL e colocar no campo abaixo:

5. Descrição de Produtos

 

A descrição do produto é o momento onde você DEVE vender o seu produto. Invista tempo para fazer um texto bom, falando dos principais diferenciais daquilo que você vende. Agora não é hora de economizar palavras! Recomendo sempre que um descrição tenha no mínimo umas 500 palavras (isso mesmo, palavras!).

Muita gente acaba não fazendo descrições de verdade porque acredita que o cliente não vai ler, mas uma coisa eu posso dizer com certeza: as pessoas que vão comprar, leem! Acredite: elas leem tudo e mais um pouco.

Utilize texto, utilize imagens, utilize tabelas, infográficos… utilize todos os recursos que você acha que fazem sentido e que vão levar o seu visitante a ter mais certeza e segurança de que escolher comprar aquele produto, na sua loja virtual, é a melhor escolha dele!

Vou usar como exemplo a loja Monniere, em que a modelagem é um dos grandes diferenciais. Por isso tem uma imagem bem feita sobre isso. O tecido é outro diferencial, por isso há uma arte específica para isso também!

Quando se trabalha com moda, dúvidas muito comuns são: será que esse produto vai servir em mim? Qual o tamanho da perna? Qual o tamanho da cintura? Uso 52, será que vai servir? Qual é a altura da modelo? Qual tamanho ela está usando na foto?

Quais são as dúvidas dos seus clientes? Quais são as objeções? O que passa na cabeça dele antes dele colocar o seu produto no carrinho? Responda todas em texto, imagem e vídeo para que você se comunique com o cliente do jeito que ele quer!

E como fazer para saber essas dúvidas sobre os meus produtos? Simples, vá no Mercado Livre, procure pelo produto que você quer vender, veja os mais vendidos, acesse os 20 mais vendidos, role a tela lá em baixo e veja as perguntas que os usuários fazem aos vendedores. Anote todas elas e responda tudo isso na descrição do seu produto.

Pronto! A sua descrição de produto vai estar melhor que 99% das lojas virtuai da internet.

Duas coisas importantes:

1) Não copie descrições. Crie as suas de forma 100% original.

2) Tente usar de forma moderada a sua palavra-chave na descrição. A dica é sempre bom senso. Lembre-se de que você precisa agradar o usuário. Por isso, faça um texto gostoso de ler.

Para criar uma descrição ÉPICA de produto na sua Loja Integrada é muito simples, pois no cadastro do produto você tem, praticamente, um editor de texto igual ao Word. Não tenha medo e solte o verbo!

Se você quiser usar de inspiração a descrição da minha loja temporária da legging preta plus size, é só acessar e ver. Lembre-se, não faça cópia. 🙂

6. Produtos Relacionados

Produtos relacionados é mais um ponto da loja virtual que você pode usar para ajudar o usuário e ajudar o Google entender que a sua loja virtual é muito relevante para a palavra-chave que você escolheu para trabalhar. 
Existem basicamente duas estratégias para utilizar os produtos relacionados que são:

  • Colocar produtos que são complementares para aumentar o ticket médio;
  • Colocar produtos similares para dar mais opções para o cliente escolher, caso o produto principal não seja o que ele está buscando.

Independente da linha que você escolher, relacione produtos que contenham a palavra-chave que você está trabalhando nessa página.

No exemplo abaixo, você pode ver que os produtos contêm algum pedaço da palavra-chave (legging preta plus size) que estamos trabalhando nessa página:

7. Comentários de produtos

Muitos clientes consideram os comentários e avaliações essenciais para efetuar uma compra. Então, quando o seu cliente entrar em um produto e ver comentários verdadeiros de outros clientes, certamente ele vai se sentir mais seguro de comprar com você. Fica subentendido que essa loja realmente “existe”, que entrega o que ela vende e que o produto tem qualidade!

Por isso, faça um esforço para que as pessoas que compram na sua loja virtual deixem comentários/depoimentos sobre a compra delas.

No início, é provável que você terá poucas vendas e, consequentemente, poucos comentários. Por isso, para conseguir os primeiros comentários, vale ligar para o cliente, mandar e-mail ou mandar WhatsApp convidando para deixar comentários. Vale dar brinde ou mesmo cupom de desconto para a próxima compra.O que não vale é fazer comentários falsos, pois isso pode ser um tiro no pé da sua loja.

Tudo no início é mais difícil e conseguir os primeiros comentários também é. Seja persistente!

Dê uma olhada no vídeo abaixo em que dou algumas ideias para melhorar a quantidade de comentários:

Sem falar, é claro, que o Google também gosta de comentários! Ou seja, você só tem a ganhar por fazer um esforço para que os seus clientes comentem seu produtos.
 

Por onde começar?

Se você quer ver o resultado final de como ficou a nossa página de produto para Legging Preta Plus Size é só clicar aqui.

Se sua loja possui 50, 100 ou 1.000 produtos, não será possível fazer esse processo em todos os seus produtos em pouco tempo. Sim, dá trabalho, mas vale a pena! Você poderá futuramente economizar até nos anúncios pagos. 🙂

Normalmente, para fazer uma descrição de produto ÉPICA, costumo investir de 4 a 8 horas de trabalho.

Se você quer começar, recomendo que você pegue os 3 ou 5 melhores produtos da sua loja – aqueles que são realmente os seus Produtos Estrela, competitivos e com as melhores ofertas. Afinal, não adianta você ter uma página de descrição de produto ÉPICA que esteja bem posicionada no Google e que receba uma boa visitação se o seu produto estiver com um preço fora do mercado. O cliente até vai visitar a sua loja, mas ao se deparar com o preço, é provável que ele volte para o Google e compre do seu concorrente, não é mesmo?

Conclusão:

Como já falei antes, fazer uma página de produto ÉPICA que se posicione bem no Google e que converta bem dá trabalho, muito trabalho. Por isso, 99% das lojas virtuais não fazem e, muito provavelmente por isso, elas também não vendem.

Se você gostou desse artigo compartilhe nas suas redes sociais e deixe um comentário! Sucesso e boas vendas! #BoraVender

*Post originalmente escrito a convite da Loja Integrada por Marcio Eugêncio.
Share on Facebook1Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Share on LinkedIn9
  • Rafa Peres Peres Nunes

    melhor post do blog! PQP

  • Mauro

    Olá. Podem me ajudar? Um cliente fez um pedido porem logo em seguida notou que digitou o endereço errado e me enviou um email. Não estou achando onde corrigir o mesmo para poder imprimir a etiqueta. Tentei modificar o cadastro porem não atualiza o pedido. O que devo fazer para resolver este problema?

    • Oi Mauro.
      Então, neste caso mesmo alterando no cadastro, o endereço que ele colocou após finalizar a compra vai ser mantido. Mas para compras futuras você pode dar uma olhada neste tópico que explica como alterar o cadastro do cliente: https://goo.gl/LKf5VS.

      • Mauro

        Olá. Mas é uma solução não ideal. Direto clientes preenchem o endereço incorretamente e me obriga a fazer tudo manualmente para fazer a etiqueta de envio…. A ferramenta de vocês é muito boa, porem existem várias coisas simples que você não possuem e fazem uma falta.
        Ex: Mudar endereço do pedido, imprimir as observações internas do pedido junto com o pedido, editar o conteudo do email, etc…

        • Muito obrigado pelo feedback, Mauro.
          Repassei as sugestões para minha equipe.

  • Fernando Marinho

    Parabéns pelo post, o Marcio Eugênio sempre traz dicas valiosas e importantes.

    • Valeu Fernando!
      Super importante esse feedback de vocês! o/