Blog da Loja Integrada

Benchmarking para loja virtual: vantagens e dicas

A palavra é um pouco estranha para alguns e gera muita curiosidade. No entanto, quem descobre o significado de benchmarking não deixa de aplicá-lo como prática constante para aprimorar o seu negócio. De fato, o benchmarking para loja virtual tem muito a oferecer e é o empurrãozinho perfeito para incentivar as lojas a superarem seus limites e tornarem-se ainda mais competitivas.

O que é benchmarking?

Se fôssemos traduzir literalmente do inglês, teríamos algo como ponto de referência. De fato, benchmarking nada mais é do que um processo de pesquisa em que uma empresa compara os seus produtos, serviços e operações com os de outras organizações e toma isso como referência para projetos com o objetivo de otimizar o seu negócio.

Observe que não se trata de copiar o que é feito pela outra empresa, mas sim de observar pontos fortes e fracos – tanto da empresa como da concorrência – e usar esse aprendizado para elaborar estratégias de melhoria das suas operações.

Vamos imaginar que você tenha um pet shop que está trazendo bons resultados, mas quer elevar ainda mais os números. Para isso, entre outras estratégias, você pode observar quais são as metodologias, as melhores práticas e os processos usados pela concorrência que possui resultados melhores que os seus. Vamos supor que nessa pesquisa, você descobre que eles possuem um atendimento excelente e serviços diferenciados, que incluem banho e tosa em domicílio agendados diretamente em sua loja virtual. Para tornar a sua empresa mais competitiva, você pode buscar soluções e estratégias para melhorar o atendimento que é oferecido aos consumidores e pesquisar se o serviço em domicílio é uma demanda de seus clientes.

Quais são as vantagens do benchmarking?

Como vantagens obtidas pelas empresas que aplicam o benchmarking em seu negócio, podemos listar:

  • Elevar o nível gerencial e operacional da empresa;
  • Aumentar a sua competitividade perante o mercado em que atua;
  • Superar as limitações da empresa;
  • Melhor compreensão da empresa, da concorrência e do mercado;
  • Motivar a equipe mostrando que é possível atingir as metas estabelecidas;
  • Melhoria dos seus processos, da redução de custos, da produtividade da equipe, da margem de lucro e/ou dos resultados de vendas.

Quais são os tipos de benchmarking?

Como se trata de um processo de pesquisa completo, existem vários tipos de benchmarking e o mais adequado deve ser escolhido de acordo com o seu objetivo. São eles:

Qual é a importância do benchmarking para loja virtual?

Falando especificamente de lojas virtuais, o benchmarking é um grande aliado para os e-commerces que desejam obter uma visão ampla sobre o seu diferencial em relação aos concorrentes e, dessa forma, realizar ofertas ainda mais relevantes ao seu público-alvo.Qual é a importância do benchmarking para loja virtual?

Além disso, um benchmarking do tipo interno entrega ao lojista uma visão de quais produtos são mais rentáveis e quais clientes são mais fiéis e compram mais frequentemente. Dessa forma, as ações para estes produtos e para este público podem ser otimizadas para colher melhores resultados.

Uma facilidade do benchmarking para loja virtual é que no mundo online é mais fácil, prático e rápido coletar as informações necessárias. Tais como experiência de compra, comentários em redes sociais, estratégias de divulgação, formas de pagamento e atendimento e muitas outras. Os lojistas que sabem aproveitar esta oportunidade já saem com uma vantagem competitiva caso saibam aplicar estes insights.

5 dicas para realizar benchmarking para loja virtual

Para você que é lojista e quer iniciar o processo de benchmarking para a sua loja virtual, separamos 5 dicas valiosas. Confira:

1. Objetivo sempre em primeiro lugar

Antes de sair pesquisando, é preciso definir qual é o objetivo da sua pesquisa. Dessa forma, você saberá qual tipo de benchmarking usar e poderá aproveitar ao máximo todas as informações que coletar.

2. A palavra de ordem é referência

Você pode não gostar ou não concordar com os processos de uma empresa, mas deve ter em mente aquelas que são referência no tema que você deseja aprimorar. Por exemplo, você quer fazer um benchmarking para aprimorar o seu atendimento. Existe uma empresa que é referência neste tópico, mas usa um processo de logística que não o agrada. Não tem problema. A empresa pode ser o seu ponto de referência para o atendimento. Aliás, você pode definir mais de uma empresa como referência.

3. Pesquise

Com objetivos e objetos de comparação definidos, é hora de colocar a mão na massa e pesquisar. Para isso, vale efetuar uma compra na loja de referência, revirar a Internet atrás das informações, buscar as redes sociais das lojas de referência, ler revistas sobre empreendedorismo e muito mais.

4. Analise incansavelmente

Ao coletar todos os dados da sua pesquisa, é hora de debruçar-se sobre eles, extrair as melhores práticas e refletir sobre a forma que elas podem ser aplicadas em seu negócio e em sua realidade.

5. Repita

Se o foco é a melhoria contínua, não faz sentido realizar o benchmarking uma única vez. De tempos em tempos, à medida em que o seu objetivo pedir, repita o processo e siga comparando a sua empresa para obter sempre os melhores resultados.

Para inspirar-se ainda mais, confira o benchmarking que realizamos com o YouTuber Whindersson Nunes.

Leia mais

Artigo anterior

Como produzir conteúdo para sua loja virtual

Leia mais

Próximo artigo

8 dicas de marketing digital para e-commerce

Deixe seu comentário