Blog da Loja Integrada

Black Friday 2020: entenda o comportamento do consumidor

A Black Friday 2020 acontece no dia 27 de novembro e, assim como 2020 não foi um ano comum, essa certamente não será uma Black Friday como as anteriores.

Se tem uma coisa que a covid-19 impactou foi o comportamento do consumidor. Isso quer dizer que os hábitos de compra dele mudaram, com novas tendências e fatores influenciando sua decisão de procurar e comprar algo.

Com a Black Friday 2020 chegando, é seu papel como lojista entender quais foram essas mudanças para criar produtos e ofertas mais atraentes, enfrentando a concorrência — que, convenhamos, aumentou e muito durante a pandemia!

Para ajudar você a se preparar, a Loja Integrada está lançando uma série de posts especiais sobre a Black Friday 2020. O primeiro, com o cenário e as expectativas para esse ano, você pode conferir aqui. 

No artigo de hoje, vamos falar sobre as principais mudanças no comportamento do consumidor e quais as tendências que farão a diferença durante um dos dias mais esperados pelos lojistas online! Vamos lá?

Comportamento do consumidor pós-covid-19: a migração para o espaço digital

A pandemia da covid-19 está tendo um impacto significativo em todos os aspectos da vida, incluindo a forma como nós consumimos. O isolamento social necessário para combater a disseminação do vírus fez com que diversas pessoas que nunca tinham comprado online fizessem sua primeira compra.

Segundo uma pesquisa realizada pela Social Miner em parceria com a #EscolaBoraVender, 7,5% dos consumidores compraram online pela primeira vez durante a pandemia e 16,5% apostaram em algum e-commerce que não conheciam anteriormente.

Com as vendas no varejo online estimadas em atingir a marca de R$ 106 bilhões em 2020, de acordo com os dados publicados pelo E-commerce Brasil, o setor de comércio eletrônico já estava crescendo — mas a pandemia acelerou o processo.

Isso significa que os varejistas em lojas físicas se viram obrigados a mudar suas prioridades para o comércio eletrônico, não apenas para agir como um plano de contingência em meio ao novo cenário, mas para fornecer valor de longo prazo aos consumidores mesmo pós-pandemia.

A McKinsey, uma renomada consultoria mundial, destaca três pontos:

  1. A covid-19 está tornando o consumidor mais digital. Avançamos uma década em semanas na adoção de tecnologias digitais, impulsionados pela: desaceleração econômica, mudanças de preferência e aceleração digital;
  2. As mudanças de comportamento não são lineares e sua aderência depende da satisfação com as novas experiências. Teremos subidas e descidas à nossa frente. Isso significa que, cada dia mais, a conquista de uma compra dependerá do valor que ela oferece ao consumidor;
  3. O futuro é AGORA e os lojistas devem se preparar para quedas de consumo e aumento da concorrência. Entender os consumidores em suas novas jornadas de decisão é essencial ao comercializar e se comunicar.

Black Friday 2020: o que esperar do consumidor?

Já vimos que os clientes estão explorando o mundo online mais do que nunca, não é? Fazendo a primeira compra virtual, conhecendo novas lojas ou produtos que nunca haviam comprado em um e-commerce etc. Se somarmos isso às milhares lojas virtuais criadas durante a pandemia, uma conclusão é certa: a experiência do cliente valerá mais do que nunca nessa Black Friday.

Isso também é especialmente verdade para quem quer fidelizar o cliente online, mesmo com a gradual abertura do comércio.

Enquanto o número de pessoas em isolamento social atingiu a menor marca desde o início da pandemia, muitos ainda estão inseguros para realizar compras em shoppings ou comércio físico, e o lojista virtual deve saber como conquistar esses consumidores durante a Black Friday.

Nesse sentido, é preciso pensar em três áreas distintas: vendas, marketing e ofertas.

Vendas

Reinvente a experiência de compra. Facilidade, praticidade e um layout intuitivo e atraente são alguns dos principais pontos. Adapte o design e a proposta da loja, reconfigure o check-out e ofereça mais opções de frete;

Aposte nos recursos digitais. Sua loja virtual deve oferecer uma experiência entre canais perfeita. Entenda mais a fundo a gestão omnichannel e explore ferramentas de comunicação.

Reforce o valor agregado da compra. Há uma crescente conscientização sobre questões sociais, ambientais, inclusivas etc., com consumidores valorizando marcas e lojas que tenham responsabilidade social.

Marketing

Os consumidores mudaram onde e como se engajam, e os gastos com marketing devem refletir isso. Mantenha a relevância em vários pontos de contato (redes sociais, e-mail marketing, anúncios etc.);

Fale a linguagem do seu público-alvo. Analise o tom de voz da marca, o branding e a identidade visual para ver se está tudo alinhado com os seus clientes atuais e em potencial.

Valorize a confiança e lealdade. Garanta um sistema de gerenciamento de relacionamento personalizado, invista em segurança, promova a confiança por meio da comunicação e forneça incentivos para os compradores de primeira viagem.

Ofertas

Reimagine o valor para o dinheiro ao escolher marcas e produtos para comercializar. Avalie preço, qualidade, marca e merchandising;

Acolha novas necessidades, como saúde e segurança, fornecendo opções conscientes para a separação de produtos, embalagem e entrega, por exemplo;

Repense o mix de produtos, serviços e/ou marcas. Aumente a exposição daqueles que ganharam mais fidelidade durante a pandemia ou os que fazem mais sentido no cenário atual.

A Black Friday sempre é uma data muito esperada pelos lojistas. Com as dicas acima, você poderá aproveitá-la para fazer seu e-commerce crescer.

Continue acompanhando nosso blog! Temos vários posts especiais com dicas sobre como se preparar para a Black Friday!

Leia mais

Artigo anterior

Black Friday 2020: cenário atual e expectativas

Leia mais

Próximo artigo

Black Friday 2020: aplicando estratégias ao e-commerce! (Parte 1)

Deixe seu comentário