Blog da Loja Integrada

Como criar uma loja virtual de moda incrível [e-commerce prático]

A partir de hoje, vamos dar início a uma série de posts chamada E-commerce Prático. O propósito é dar dicas específicas para criar um ambiente online de diferentes nichos do mercado. Neste mês, vamos falar como criar uma loja virtual de moda. Se você já tem uma e quer aprimorá-la ou deseja abrir o seu negócio neste ramo, confira nossas dicas de fotos, categorização, divulgação e muito mais. Boa leitura!

E-commerce na prática: criando uma loja virtual de moda

Dicas para criar categorias

Há diversas opções de categorias que você pode criar para organizar os seus produtos. A escolha ideal depende muito da proposta do seu e-commerce e do que faz sentido para o seu público. O foco é fazer o consumidor encontrar as roupas, calçados ou acessórios que procura com facilidade. Vale a pena fazer uma pesquisa com pessoas que fazem parte do público que a loja quer atingir, conferir exemplos de outras lojas virtuais e verificar qual tipo de categoria elas consideram mais relevante.

Independentemente do tipo de categoria que você escolha, a dica é ter uma seção Sale ou Promoções. Dessa forma, você destaca produtos que estão com preços e condições especiais.

Você pode optar por seções mais tradicionais ou por algumas mais criativas. Alguns exemplos de categorias são:

Por cor
Pode ser muito útil para pessoas que estão procurando uma peça para combinar com outra que já possuem, ou para aquelas que têm uma paleta de cores preferida.

Por estilo do cliente
A dica aqui é focar mais na ocasião ou no perfil do consumidor do que da roupa em si — assim, você se aproxima mais do cliente! Por exemplo, no caso de uma loja virtual de moda feminina, a sugestão é, em vez de listar categorias como Roupas casuais, Roupas de festa e assim por diante, usar Para ocasiões formais, Para aquela balada, Para trabalhar, Para o final de semana relaxante, Para a praia e assim por diante. Ou Mulheres clássicas, Descoladas, Sexy sem ser vulgar, Aventureiras etc.

Por tipo de estampa
Animal print, floral, geométrico etc.

Por parte do corpo
Peças únicas, peças para as pernas, o tronco, os pés e assim por diante.

Por gênero
Geralmente, vemos essa separação em masculino, feminino e infantil, mas se você escolher esta opção de organização de categorias de roupas, a sugestão é que tenha também uma categoria agênero. A questão de identidade de gênero está cada vez mais presente no mundo de hoje e, na moda, a tendência é que as roupas não prendam o indivíduo ao padrão de feminino ou de masculino, deixando cada um livre para vestir aquilo que sentir que é melhor e mais confortável para si.

Por coleção
Coleção das estações do ano, coleção inspiradas por filmes, coleção de Natal etc.

Por estação do ano
Inverno, verão, outono, primavera. Além disso, você pode inovar: para dias chuvosos, para dias ensolarados etc.

Dicas para escolher os canais de divulgação

Depois de criar uma loja virtual de moda e colocá-la no ar, vai ser importante divulgá-la e contar para o máximo de pessoas possível que ela existe e tem produtos incríveis. Há dois canais muito recomendados para uma loja virtual de moda:

Instagram
A quantidade de usuários no Instagram só aumenta e a plataforma têm funcionalidades muito atrativas para lojas virtuais. Como ela tem um apelo ao visual muito grande, é ótima para qualquer tipo de e-commerce. No entanto, quando focamos no ramo de moda, vemos algumas ferramentas que podem ser muito úteis. Por exemplo:

IGTV – por meio desse recurso, você pode transmitir os bastidores da criação de uma coleção, de um desfile de moda ou, até mesmo, o próprio desfile.
Stories – Nos vídeos curtos, mostre ao cliente o dia a dia da loja, a equipe de produção, de montagem, um dia de fotos, os produtos sendo embalados e muito mais.
Destaques – Destaque alguns Stories para eles ficarem sempre disponíveis no seu perfil. Crie categorias de Stories e imagens para cada uma delas. Assim, elas terão uma identidade visual que deixará tudo harmonizado. Alguns exemplos de Destaque para uma loja virtual são:

• Promoções;
• Looks montados pelos clientes;
• Como é feito;
• Dia das Crianças, Black Friday e outras datas comemorativas;
• Assim por diante.

Feed – Um dos recursos possíveis é ter um feed de Instagram bem harmonioso e que reforce a identidade da marca. Há duas formas de fazer isso:

• Luz – utilize sempre a mesma luz nas suas fotos e isso já dará uma unidade ao feed.
• Cores – escolha uma paleta de cores para as fotos que serão postadas. Elas podem se repetir nas roupas, nos cenários e/ou no fundo das fotos, como a Riachuelo fez para a sua campanha de Dia das Crianças.

Shopping on Instagram – Há um tipo de postagem que permite ao usuário visualizar a imagem e ser direcionado para a página de detalhe do produto que está sendo mostrado ali. Monte um look, fotografe-o e coloque o link para a página de produto de cada peça.

Influenciadores Digitais
Há muitos influenciadores digitais do ramo da moda que podem ajudar a divulgar a sua loja. A dica, se você não pode firmar parceria com os grandes influenciadores, é buscar pelos que atendem a nichos. Por exemplo, aqueles que focam a moda agênero, a moda infantil, a moda plus size, a moda para passarela, a moda conceito, a moda local, a moda sustentável e assim por diante.

Dicas para tirar fotos de roupas

Tanto as fotos que vão para a página de detalhe do produto como as fotos que serão usadas nas campanhas ou em redes sociais fazem toda a diferença para a loja virtual, especialmente as do ramo da moda. As dicas para fotografar looks são:

1. Usar manequins
Neste caso você tem a opção de manter o manequim na foto ou removê-lo com o auxílio de um editor de imagens.

2. Pendurar a roupa como se ela estivesse no varal
Isso funciona bem para meias, calcinhas, cuecas, sutiãs, pijamas e demais peças cujo caimento não precise ser exibido.

3. Colocar a peça em cabides
Ou em outros tipos de suporte que possam ser interessantes para a marca: cordas, madeiras, fios de ferro etc.

4. Colocar a peça no chão
Aqui vale usar a criatividade, ok? Esse chão pode ser de madeira, a areia, o asfalto, a grama ou até um fundo branco. O importante é que o cenário combine com o estilo e a identidade visual que a loja quer transmitir.

5. Chamar um(a) modelo
Pode ser um profissional, um conhecido seu ou até um cliente. Isso também vai depender da proposta da marca.

6. Dê prioridade para a luz
Ela pode abrilhantar ou arruinar as suas fotos. Evite luzes duras como o flash direto ou o sol ao meio-dia que produzem sombras muito fortes. Dê preferência para luzes naturais mais suaves ou use um estúdio — pode ser um local profissional ou você mesmo pode fazer um miniestúdio em casa com ajuda de alguns tutoriais na internet.

7. Leia o e-book Guia para tirar fotos da Loja Integrada.

Dicas de detalhes importantes

Há certas particularidades que fazem toda diferença para criar uma loja virtual de moda. Por exemplo:

• Política de troca e devolução caso as peças não sirvam perfeitamente.
• Uma tabela de medidas para aumentar as chances dos clientes escolherem o tamanho adequado.

Não deixe de manter atualizados estes itens.

Exemplos de lojas de moda da Loja Integrada

Após tantas dicas, é hora de dar uma olhada em lojas que podem inspirá-lo na hora de criar uma loja virtual de moda. Confira alguns exemplos de e-commerce na Loja Integrada:

Marétoa – moda praia. Repare como eles organizam os destaques no Instagram da loja e no feed.
CutiCutiBaby – moda infantil. Veja como funciona a estratégia de colocar as roupas no chão para fotografar.
Urbô – moda masculina e casual. Observe que interessante a forma como eles destacam as categorias na home e exibem imagens de alguns produtos logo de cara.

Gostou de saber mais sobre como criar uma loja virtual de moda? Conte para a gente que outros ramos você quer ver aqui nos próximos posts da série E-commerce Prático.

Leia mais

Artigo anterior

SEO para e-commerce: Saiba como destacar sua loja nos principais buscadores

Leia mais

Próximo artigo

7 dicas para escolher um modelo de layout incrível

Deixe seu comentário