Blog da Loja Integrada

Como fazer um balanço patrimonial de e-commerce

Há diversos relatórios e declarações contábeis que precisam ser realizados por toda e qualquer empresa brasileira. O balanço patrimonial talvez seja o mais importante deles. Afinal, ele tem uma função de gestão — pois dá ao empreendedor uma visão fiel do retrato da sua empresa em determinado período de tempo — e de regularização — pois é necessário para as empresas que querem estar com suas obrigações contábeis e legais em dia perante o governo.

Por isso, no texto de hoje, vamos focar o cenário do comércio eletrônico e abordar o que é, sua importância e as dicas para fazer o balanço patrimonial de e-commerce. Confira!

O que é o balanço patrimonial?

Ao final de um período, geralmente de um ano, as empresas precisam parar e analisar a sua contabilidade, seu patrimônio, lucros, dividendos, estoque e muito mais. Toda essa informação é compilada num relatório financeiro chamado balanço patrimonial.

Qual é a importância do balanço patrimonial de e-commerce?

Podemos apontar três motivos pelos quais o balanço patrimonial de e-commerce é absolutamente necessário:

1. Fornece informações essenciais para a tomada de decisão e para o planejamento financeiro da empresa
O balanço patrimonial de e-commerce serve para a empresa analisar o seu cenário e embasar a tomada de decisões. Ele é o primeiro passo para o planejamento financeiro.
Com as informações apuradas no balanço, a empresa poderá analisar e decidir os objetivos financeiros da loja para o próximo período e determinar os próximos passos.

2. Mantém a empresa em dia com suas obrigações legais
Além disso, o balanço patrimonial é um relatório obrigatório. Ou seja, ele deve ser realizado nos parâmetros exigidos pelo Conselho Federal de Contabilidade e enviado para a autoridade competente da cidade ou estado em que a empresa está registrada, que pode ser, por exemplo, a junta comercial de determinado estado. Dessa forma, a autoridade terá conhecimento sobre a situação financeira daquela empresa naquele período de tempo.

Como abordamos no texto É necessário ter um CNPJ para abrir uma loja virtual?, é importante que o e-commerce se mantenha em dia com seus deveres legais não só por ser uma obrigatoriedade para empresas que atuam no Brasil, como também para passar credibilidade e confiabilidade aos seus consumidores. Essa prática é especialmente importante para empresas novas que estão construindo a sua reputação no mercado.

3. Entrega informações contábeis e financeiras sobre o negócio para investidores
Por fim, caso a sua empresa tenha um investidor ou esteja a procura de um, certamente eles solicitarão o balanço para saber qual é a situação financeira da empresa que eles investem ou pensam em investir.

Como fazer um balanço patrimonial de e-commerce?

Como vimos, o balanço patrimonial precisa ter a estrutura exigida pelo Conselho Federal de Contabilidade. Confira as informações oficiais no site da instituição. No entanto, basicamente, o relatório possui três itens: os ativos, os passivos e o patrimônio líquido da empresa.

O que são os ativos?

De forma bem simples: os ativos de uma empresa são compostos por tudo aquilo que ela possui. Por exemplo: dinheiro em caixa, aplicações, veículos, imóveis, estoque, contas a receber etc. Eles são divididos em:

Ativos circulantes – aqueles que têm fluxo, como contas a receber, estoque etc.
Ativos não circulantes – aqueles que são duradouros, como imóveis, patentes etc. Eles podem ser subdivididos em:

– Imobilizado – que enquadra imóveis e automóveis no nome da empresa;
– Intangível – que enquadra patentes e outros bens intangíveis, mas de valor;
– Investimentos – que enquadra investimentos de médio e longo prazo.
– Realizáveis a longo prazo – aqueles que serão convertidos em dinheiro depois de 360 dias do período em que o relatório está sendo elaborado, como aplicações cujos rendimentos serão depositados após o ano do balanço.

O que são os passivos?

Já os passivos podem ser definidos como tudo aquilo que a empresa precisa pagar. Por exemplo: impostos, salários, empréstimos, fornecedores etc.

O que é o patrimônio líquido?

Também chamado de Capital Próprio, é aquilo que a empresa possui. Trata-se da diferença entre os ativos e os passivos. Ou seja, patrimônio líquido = ativos – passivos. Caso o resultado desta equação seja positivo, isso significa que a empresa está no azul, teve um bom resultado durante o ano e está financeiramente saudável.

O trabalho para o ano seguinte deve ser o de manter-se no positivo e aumentar ainda mais o patrimônio líquido da empresa. Caso o resultado seja negativo, a empresa está devendo mais do que recebeu. Ou seja, está no vermelho e precisa tomar atitudes para sair desta situação.

3 dicas para fazer o balanço patrimonial de e-commerce

Confira abaixo as 3 dicas que separamos para você montar o balanço patrimonial de e-commerce.

1. Contrate um contador
Caso você não tenha nenhuma experiência com contabilidade, é interessante que você conte com a colaboração de um contador neste processo. A presença de um profissional lhe ajudará a coletar os dados certos, montar o relatório nos parâmetros corretos, extrair as melhores análises deste documento e, consequentemente, ter uma noção melhor da realidade contábil e financeira do seu negócio.

2. Trabalhe no balanço patrimonial de e-commerce todo mês
Não é porque o balanço patrimonial de e-commerce será feito uma vez por ano que você deve deixar para pensar nele só no fim do ano. Como vimos, o cálculo do balanço patrimonial é bastante simples. Basta diminuir os ativos dos passivos e obter o balanço patrimonial líquido. A parte mais trabalhosa é coletar todas as informações financeiras e contábeis da empresa.

Por isso, o segredo é deixar as finanças da empresa sempre organizadas. Além disso, atualize os ativos e passivos da empresa mensalmente. Você verá que, com estas práticas, fazer o balanço patrimonial de e-commerce será muito mais simples e rápido. Quando chegar a hora de fazer o balanço patrimonial do e-commerce, você terá todas as informações na mão, não precisará sair correndo atrás de cada uma delas e economizará tempo.

3. Use a tecnologia a seu favor
Você já deve ter visto, principalmente há alguns anos, empresas fechadas com o aviso “Fechado para balanço”. Isso acontecia porque, naquela época, as empresas precisavam parar por um ou dois dias para analisar as suas finanças e fazer o balanço patrimonial.

Hoje em dia, com tudo informatizado e automatizado, ficou muito mais fácil gerar este relatório, pois as informações podem ser acessadas rapidamente. Conte com um ERP para ter os dados de finanças e de estoque atualizados e sempre à disposição.

Agora que você já sabe tudo sobre o balanço patrimonial e está se aprofundando no tema de finanças, nossa sugestão é aproveitar a chegada do fim do ano e baixar o e-book Fechando o ano no azul. Com ele, você saberá como preparar a sua loja para 2019.

Leia mais

Artigo anterior

5 dicas para a saúde financeira do seu e-commerce

Parabéns, agora você pode por em prática tudo que aprendeu!

Deixe seu comentário