Blog da Loja Integrada
como marketplace ajudam a vender mais

Marketplace: a aposta pra quem quer vender mais

O marketplace nada mais é do que um local em que o consumidor pode encontrar de tudo e mais um pouco. Uns são mais específicos que outros, mas ainda assim contam com uma variedade de produtos. Muita gente diz que um marketplace é tipo um shopping online, onde os consumidores conseguem procurar por produtos variados em um só lugar. Por esse e outros motivos, os marketplaces ajudam as marcas a vender mais!

Existem diversos tipos de marketplace hoje em dia, até mesmo de produtos bem nichados (como clubes de assinatura). Mas é bem provável que você conheça vários: o Mercado Livre, a Amazon e a Magazine Luiza são alguns dos grandes exemplos. 

O consumidor brasileiro já vem se acostumando a comprar em marketplaces há alguns anos, o que tem impulsionado o crescimento e o fortalecimento dessa estrutura de venda. A Ebit | Nielsen, a maior plataforma de opinião de consumidores no Brasil, divulgou que os marketplaces são responsáveis por 78% dos faturamentos dentro do ecommerce. 

Levando em conta como o comportamento do consumidor se dá hoje dentro do ambiente digital, investir em um espaço dentro do marketplace é uma aposta certeira. Sem contar que as chances de você atrelar o nome da sua marca a uma empresa maior são grandes. 

Por isso, separamos aqui 5 dicas para você começar a vender dentro de um marketplace. Bora vê?

1. Escolha pra onde você vai

Atualmente, existem muitas opções de marketplace com os mais diversos propósitos de venda. Saber escolher a opção que melhor combina com o seu tipo de produto e perfil de cliente é fundamental.

Estar dentro de uma grande marca é sim vantajoso, principalmente se você ainda for um pequeno comerciante, mas o seu produto precisa fazer sentido dentro daquele ecossistema. Por isso, escolha bem quais produtos você colocará em circulação. 

2. Planejamento e organização nunca é demais

As regras variam dependendo do marketplace que você escolher inserir sua marca. Antes de você concretizar a parceria, entenda em qual ecossistema você estará entrando.

Alguns marketplaces poderão pedir apenas o CNPJ, já outros podem optar por solicitar uma série de documentos, como: comprovante de Inscrição Estadual, declaração do regime de tributação, certidão de distribuição de ações e execuções cíveis e criminais da Justiça Federal, entre outros. Esteja em dia com as papeladas. 

Toda questão de estrutura e marketing da plataforma é por conta do marketplace, você apenas precisará se atentar com a disponibilidade, entrega e qualidade dos produtos negociados pela sua marca. Caso você já esteja familiarizado com a venda online, basta utilizar a mesma metodologia. 

3. Invista na apresentação

Diante uma variedade de opções, o seu produto precisa se destacar entre os demais. E para que isso aconteça, preste atenção em alguns pontos: 

➡️ Qualidade da imagem: esse será o primeiro elemento que o consumidor verá no catálogo de opções, portanto, certifique-se de que a foto ou o vídeo seja de boa qualidade e que todos os elementos do produto sejam bem mostrados.

➡️ Descrição: quanto mais informações você fornecer, melhor será. Tamanho, peso, medidas, cores disponíveis, materiais, cuidados básicos e claro, preços. 

➡️ Vantagens: se o seu produto tiver um diferencial, não deixe de exaltá-lo. 

➡️ Informações: por mais que o seu produto esteja dentro de um marketplace, ainda é importante que você disponibilize uma atenção especial para o seu consumidor. Coloque na descrição outras informações que possam ser úteis para eles, como política de frete, troca e devolução, contato. 

4. Conheça a lógica do marketplace

Dentro do mundo digital, o fluxo de informações e pessoas é muito mais dinâmico do que presencialmente. O marketplace te dará a vantagem de ampliar suas possibilidades de venda, portanto, esteja preparado pra que sua loja consiga acompanhar e atender as demandas. 

Lembre-se: não há hora específica pra fazer uma venda no ecommerce. 

5. De olho nos valores 

Os custos dentro do digital podem variar bastante. Por isso, conheça um pouco melhor sobre seus concorrentes e garanta que a sua precificação não vá afetar suas vendas. Dentro e fora do marketplace, descontos, promoções, frete grátis e outras vantagens disponíveis são um bom atrativo para o consumidor. 

Quem tem ecommerce na Loja Integrada e quer vender em marketplace, pode contar com um super parceiro da LI – a Assyral Agency. Eles oferecem serviços que vão te ajudar a preparar sua loja virtual para essa jornada. Configuração da loja, cadastro de produtos, integrações e muito mais!

Se quiser continuar lendo sobre marketplaces, separamos alguns conteúdos pra você:

💡 O que você saber antes de começar a vender em marketplaces

💡 Como atrair clientes novos vendendo em marketplaces

💡 Vantagens de usar o Tiny ERP conectado à Loja Integrada e aos marketplaces

Leia mais
vender mais na black friday

Artigo anterior

10 estratégias pra vender mais na Black Friday

Leia mais
tendências para o ecommerce em 2022

Próximo artigo

Tendências e expectativas pro ecommerce em 2022

Deixe seu comentário