Blog da Loja Integrada

Dicas para crescer no e-commerce através de marketplaces

Em um cenário de mundo em transformação digital, crise pandêmica e migração de muitos negócios para o e-commerce, é inegável que o formato de comprar e vender também vem mudando. Para quem quer empreender, o meio virtual dispõe de muitas facilidades por ser um varejo democrático e amplo. 

A tendência é a venda por canais variados, como marketplaces, a fim de aproveitar o alto tráfego e credibilidade já adquiridos pelo player. Vender apenas em loja virtual é uma estratégia de vendas, mas que pode demorar muito para performar e dar retorno ao empreendedor. Separamos algumas dicas para seu negócio crescer no e-commerce através dos marketplaces:

1 – Opte por algum marketplaces segmentado: poder escolher um marketplace com segmento específico para o seu público é uma vantagem interessante, pois faz com que seu produto chegue ao consumidor de forma mais assertiva. Muitos destes marketplaces são comumente acessados pelos consumidores do segmento, facilitando as vendas. Esses canais de venda são uma estratégia para encontrar o público do seu nicho de mercado. É importante pesquisar os espaços para entender o qual a relação do seu cliente com o e-commerce. Pense sempre que se o seu cliente é de artigos esportivos, ele vai buscar marketplaces desse nicho para pesquisar por produtos. A estratégia de estar em marketplaces segmentados é fundamental para ir ao encontro do público alvo, mas não é preciso estar exclusivamente nestes canais, também aposte em marketplaces abrangentes para ter mais acessos. Avaliar as opções de canais é o primeiro passo, após conheça as regras e as taxas de cada um deles para fazer uma escolha que venha ao encontro das suas necessidades. 

2 –Integração dos setores e dos processos: Quando o seller passa a vender em mais do que um canal de venda, seja na loja virtual e nos marketplaces escolhidos, a operação começa a ficar maior e é importante uma boa gestão interna para integrar os setores e automatizar os processo de venda, estoque e logística. Um sistema de gestão ERP se encarrega de integrações de vendas aos marketplaces e também para ajustar a organização interna, sincronizando estoque, produtos vendidos, emissão de notas fiscais e boletos de forma simples e automatizada. Integrar aos marketplaces ajuda no desempenho de vendas do negócio, mas é fundamental que a organização seja bem feita, caso contrário a operação fica confusa e acabam ocorrendo erros e influenciando na experiência de compra do consumidor. 

3 -Deixe seus anúncios e loja atraentes: A experiência do usuário nas lojas virtuais ou marketplaces inicia no momento da pesquisa. É muito importante dar atenção ao visual dos seus anúncios, com fotos boas, com ângulos variados dos produtos e informações completas, quanto mais detalhes o anúncio tiver, maior as chances de o cliente fechar a compra pois não deixa dúvidas sobre o item. A aparência do seu negócio também passa pela reputação do vendedor, e quando está inserido em marketplaces, é um atributo levado em conta pelos algoritmos dos marketplaces para dar destaque aos produtos na capa do site. 

4 -Informação é fundamental: A descrição do produto deve conter o máximo de informações e conter uma linguagem comercial para convencer o cliente sobre a compra.O e-commerce é um lugar de oportunidades mas também de muitos concorrentes. A pesquisa por outros sellers é feita com apenas alguns cliques, portanto, o conteúdo sobre o produto deve ser bem feito e não deixar margem para dúvidas do cliente. 

5 -Organização para vender mais: Parece um item simples pensar na organização interna do negócio, mas é de total importância, inclusive para vender em múltiplos canais o que acaba aumentando as vendas. O processo todo impacta na experiência e entrega ao cliente, e caso o produto não estiver corretamente cadastrado, ele não vende, e se a automatização do estoque e vendas não for feita, podem ocorrer erros graves para realizar as entregas das vendas feitas. É um efeito cascata, e por isso, um sistema de gestão organiza desde o cadastro, até o acompanhamento logístico. 

Vender em marketplaces é uma oportunidade para crescer no e-commerce, mas tudo precisa estar organizado para que a gestão do seu negócio ocorra de forma tranquila. Vender no e-commerce é permanecer em uma vitrine virtual, e o trabalho é árduo e contínuo para performar cada vez melhor. Não existe limite físico, basta manter seus processos integrados para que as vendas aconteçam e que o seu negócio possa entregar a melhor experiência possível ao consumidor, aliando preço, informações completas do produto e prazo de entrega atrativo para aumentar ainda mais a reputação do seu negócio. 

O sistema ERP online garante benefícios nos processos de venda, controle de estoque, fluxo de caixa, organização logística e integração aos marketplaces. É necessário pensar no e-commerce como um negócio em expansão, onde uma vez que os processos estejam integrados não há limites de venda em players diferentes e experiências híbridas de on e off para o consumidor. 

Se ainda não é cliente Bling, utilize o cupom #lojaintegrada com teste grátis de 4 meses.

Leia mais

Artigo anterior

Como vender mais com e-mail marketing

Leia mais

Próximo artigo

Emissão de Nota Fiscal no e-commerce: como funciona?

Deixe seu comentário