Blog da Loja Integrada

Já possui uma loja online e quer criar uma nova experiência de venda no ponto físico?

Todos sabemos que o meio digital é um dos próximos caminhos a serem percorridos pelas lojas físicas do varejo, principalmente as do mercado de moda.

Naturalmente, o público realmente está concentrado nas novas mídias e isso explica o grande crescimento da geração de negócios na loja online em todas as partes do mundo.

Em 2018, a parcela de consumidores que diz comprar online regularmente no Brasil (pelo menos uma vez por mês) chegou a 65%, de acordo com dados de uma pesquisa da PwC.

Por isso que, atualmente, muitos negócios já iniciam no online, atuando diretamente com as estratégias virtuais. Mas chega um momento em que é necessário expandir a marca e criar uma experiência de venda diferenciada no ponto físico.

É uma estratégia de negócio que proporciona um contato direto entre o cliente e a marca, os produtos e o atendimento humanizado.

Porém, será que vale a pena investir no ponto físico já com uma loja online em funcionamento? Como fazer isso na prática? É justamente isso que você vai entender a partir de agora.

Amplie as possibilidades com um novo canal de vendas

Na mesma pesquisa da PwC, notamos a evolução no número de pessoas que realizam compras em loja online, podemos ver também que 61% das pessoas dizem ter ido a uma loja física ao menos uma vez por mês durante o ano de 2018. Em 2017, o porcentual era de apenas 55%.

Isso significa que os dois canais de vendas estão passando por uma fase de crescimento? A resposta é sim!

Atender um novo tipo de público e ampliar o nível de conhecimento dos consumidores com a marca são fatores que fazem a escolha de expandir para o ponto físico e ampliar esse canal de venda, uma opção certa hoje em dia.

Como criar o ponto físico já contando com a loja online?

Depois de entender que sim, ter um ponto físico é um caminho importante para ampliar as possibilidades de negócio até mesmo para quem já possui uma loja online, agora é importante conhecer o caminho que você precisa percorrer para colocar isso em prática.

Existem alguns passos necessários para que você realize o planejamento correto. Conheça os cinco principais deles:

1. Escolha o lugar certo para o ponto físico

No ambiente online, uma loja está em qualquer lugar, basta que uma pessoa acesse o site ou até mesmo faça uma pesquisa dos produtos que deseja nos mecanismos de busca.

Um ponto físico não possui essa mesma flexibilidade. Por isso é importante contar com uma boa escolha do ponto físico da loja.

Na prática, é essencial fazer pesquisas e conhecer o perfil do público que será o consumidor final da sua marca. A partir disso, fica mais fácil entender qual a cidade e bairro ideal, mas não só isso: será mais simples decidir entre investir em um ponto localizado dentro de um shopping ou se é melhor utilizar um espaço em outra área comercial, por exemplo.

2. Selecione os produtos que irá comercializar

Outra diferença importante quando comparamos o trabalho em uma loja online com uma loja física é a questão do volume de produtos que pode ser comercializado.

Na prática, o ambiente de uma loja virtual não possui limites em relação ao número de itens que podem estar disponíveis na vitrine e estoque.

É por isso que vemos atualmente grandes portais de ecommerce, que atuam como verdadeiros marketplaces, trabalhando com uma variedade de produtos e categorias diferentes.

Na loja física isso não é nem um pouco viável. É preciso fazer um trabalho de segmentação de itens que possam de fato ter resultado em volume de vendas.

Por isso um passo importante antes de abrir a loja física é selecionar, de acordo com a sua carteira de clientes da loja online, as principais preferências de compras do seu público.

3. Lembre-se da experiência que precisa criar no ponto físico

Atendimento humanizado é o grande diferencial do ponto de venda físico (Photo by Christiann Koepke on Unsplash)

O grande objetivo de criar o ponto físico é proporcionar para seus clientes uma experiência inovadora, saindo do ambiente online para um espaço onde as pessoas vão interagir de uma forma BEM diferente com os seus produtos.

Neste caso, é fundamental investir em ações que criem essa experiência diferenciada. Uma ótima dica é trazer um pouco da sua loja online para o ponto físico.

Você pode utilizar monitores e outros dispositivos para complementar as informações dos itens ou até mesmo apresentar vídeos de utilização dos produtos. Aqui a criatividade precisa reinar!

Além disso, é extremamente essencial ter uma equipe de vendas bem selecionada e treinada que te ajude a realizar um excelente atendimento ao cliente e assim levar a marca de uma maneira humanizada e completa. Lembre-se: o melhor marketing é o boca a boca.

4. Crie o layout ideal para os seus clientes

Assim como o visual da home page da sua loja online é fundamental para atrair a atenção dos clientes, o mesmo acontece com o layout do ponto físico.

Um bom trabalho feito com o estilo e apresentação do espaço vai ser importante para ter mais visitantes e também fechar mais vendas. Por isso você pode seguir algumas dicas:


Não coloque mercadorias na área de entrada e saída: o espaço de circulação do público deve sempre estar livre para que todos os interessados possam entrar e sair sem dificuldade.
Mantenha os produtos sempre visíveis: evite locais muito altos e inacessíveis para expôr os seus produtos.
Escolha um layout de loja que se adapte ao seu negócio: conheça bem como os seus clientes preferem visualizar os itens dentro da loja para proporcionar a melhor experiência possível.

Existem ótimos exemplos no mercado que trabalham bem o layout das suas lojas. Um case interessante é o do Studio Z. A marca que trabalha com a venda de calçados atua tanto com as lojas físicas como também com o seu portal online.

Modelo de vendas da Studio Z facilita a compra para os clientes (Foto: edificando.net.br)

Contudo, para se destacar, a Studio Z inovou na maneira que apresenta para os clientes as opções de calçados de cada loja.

Enquanto que na maioria das lojas de calçados é necessário esperar um dos vendedores pegar no estoque o número do sapato certo para experimentação, no Studio Z essa espera não existe.

Todos os modelos dentro da loja já ficam expostos na altura dos olhos e logo abaixo deles existe um espaço com uma série de caixas das diversas numerações disponíveis para aquele modelo.

Ou seja, cada cliente pode encontrar o seu número e experimentar no mesmo momento, caso não tenha um vendedor disponível para ajudar.

5. Utilize soluções para acompanhar as métricas

Uma diferença entre o negócio online para o físico são as possibilidades de acompanhamento de dados que o ambiente online pode proporcionar.

Por lá, é possível saber de todas as informações relacionadas ao seu site, desde o número de pessoas que está realizando o acesso diariamente até qual a origem de cada uma.

Para muitos, isso se perde no momento que você trabalha com um ponto físico. Mas, na verdade, já existem ótimas soluções no mercado para esse problema.

A Indeva possui uma solução para que você consiga mensurar números como:
• Taxa de conversão por vendedor, loja e rede.
• Fluxo de clientes de hora em hora.
• Quais os motivos de perda de venda por vendedor.

Ter isso em mãos, com acesso aos resultados e metas diariamente, faz toda a diferença para que se possa otimizar os esforços no ponto físico.


Esperamos que as dicas ajudem a inovar e ampliar os seus resultados nesse novo canal de vendas. Até a próxima!

Parceiro:
Indeva - Potencialize os resultados dos seus vendedores e lojas!
https://indeva.com.br/
Leia mais

Artigo anterior

O papel do ERP na gestão e-commerce

Leia mais

Próximo artigo

6 dicas práticas para impulsionar as vendas no seu ecommerce usando as mídias sociais

Deixe seu comentário