Principais dificuldades de ser um empreendedor digital

Share on Facebook1Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Share on LinkedIn0
Tempo de Leitura: 3 minutos

A crise econômica e política que se vive no Brasil deixou milhares de brasileiros desempregados. Para gerar renda e não ficar no vermelho, muitos começaram a explorar a possibilidade do empreendedorismo. Além dos que ficaram desempregados, há aqueles que têm o desejo de ser dono do próprio negócio, ter mais flexibilidade de tempo ou de ter uma fonte de renda complementar. Para ambos os públicos, a ideia de ser um empreendedor digital, brilha aos olhos. De fato, a possibilidade de baixo investimento inicial, trabalhar de qualquer lugar com acesso à Internet e o dinamismo desse ambiente são fatores bastante atraentes.

O que significa ser um empreendedor digital?

empreendedor digital

Para dar essa explicação, vou dividir a expressão “empreendedor digital”. Empreendedor é aquele indivíduo que identifica uma oportunidade de mercado e, a partir disso, idealiza, planeja e constrói um novo negócio, ciente dos riscos que essa ação pode gerar. Empreendedor digital é aquele que empreende utilizando o ambiente digital. Em outras palavras, idealiza, planeja e constrói um negócio cujos processos ocorrem, em sua totalidade ou em sua maioria, no ambiente virtual. Além de dono de e-commerce, um empreendedor digital pode ser, por exemplo, um blogueiro, um YouTuber ou um professor de cursos online.

As 5 principais dificuldades de ser um empreendedor digital

Em julho deste ano, divulguei aqui no blog o resultado do Censo e-commerce 2017 – uma pesquisa realizada com mais de mil lojistas. Além de outros tópicos, perguntou-se aos respondentes quais as principais dificuldades de ser um empreendedor digital. As cinco respostas mais selecionadas pelos respondentes, por ordem crescente, foram:

  1. Divulgação e marketing;
  2. Concorrer com grandes redes;
  3. Destacar-se do concorrente/oferecer um diferencial;
  4. Falta de conhecimento técnico;
  5. Encontrar parceiros adequados (plataforma, meio de pagamento, logística etc.)

A seguir, vou abordar cada uma destas dificuldades e lhe contar como superá-las. Confira!

1. Divulgação e marketing

Neste caso, não tem muito segredo. É preciso buscar informações, realizar cursos e, se for o caso, contratar a orientação ou os serviços de quem já é da área e tem experiência no ramo. A boa notícia, para quem não tem como investir na contratação de um profissional da área, é que há muita informação disponível e vários cursos onlines que podem ajudar para que você mesmo realize as ações de divulgação e marketing.

2. Concorrer com grandes redes

Esse é um desafio e tanto. Grandes redes podem oferecer preços menores, fazer mais promoções e alcançar uma quantidade maior de clientes. Para concorrer com essas empresas, o segredo está em descobrir o problema do cliente e oferecer a solução para isto, além do produto. Em outras palavras, é agregar valor ao seu produto. Por exemplo, oferecendo uma forma de entrega vantajosa, um atendimento personalizado ou um diferencial.

3. Destacar-se do concorrente/oferecer um diferencial

Por falar em criar um diferencial, esta também é uma das dificuldades apontadas pelo empreendedor digital que participou do Censo e-commerce 2017. Para enfrentar esse problema, a dica é focar no cliente e pensar em benefícios que o farão escolher a sua loja. Por exemplo, se um cliente de uma loja de roupas tem dificuldade em combinar o que compra, que tal oferecer uma miniconsultoria online para a escolha das peças e/ou montagem de looks? No caso do cliente de uma loja online de materiais de construção que tem dificuldade para instalar os produtos que compra, que tal oferecer esse serviço ou vídeos e tutoriais para ajudá-lo nessa tarefa?

4. Falta de conhecimento técnico

Para este tópico, vou precisar reforçar o que disse no item 1. Não tem muito para onde correr. Se não tem esse conhecimento, é preciso adquiri-lo – e a Internet pode ser sua aliada na busca dessa informação – ou contratar especialistas.

5. Encontrar parceiros adequados (plataforma, meio de pagamento, logística etc.)

Para enfrentar essa dificuldade, a dica é pesquisar incansavelmente. Monte uma tabela comparativa com os prós e contras de cada parceiro, analise as avaliações deixadas sobre eles nas redes sociais e converse com quem já tem um e-commerce há mais tempo para saber sua opinião.

Para encontrar parceiros adequados, os lojistas da Loja Integrada contam com uma facilidade que é a seção de aplicativos, na qual podem encontrar parceiros que já possuem integração com a plataforma, o que torna o processo de instalação e utilização muito mais simples.

Share on Facebook1Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Share on LinkedIn0