Blog da Loja Integrada

Turbine a sua gestão de entregas para loja virtual

O espaço de tempo entre o momento em que o cliente realiza o pedido e a hora em que o produto chega no endereço solicitado é fundamental para o sucesso da experiência de compra. Atrasos, falta de atendimento e outros problemas são fatais para o consumidor. Para garantir a satisfação do cliente, esteja atento à sua gestão de entregas para loja virtual.

O que é a gestão de entregas para loja virtual?

É a coordenação das entregas da loja. Em outras palavras, esta função avalia quais serão os parceiros de entrega, garante que os produtos cheguem no prazo, estipula o tempo de entrega dos produtos para cada localidade, viabiliza que o cliente rasteie a encomenda e assim por diante.

Como a gestão de entregas para loja virtual impacta a experiência de compras?

Quando compra um produto numa loja virtual, o momento mais esperado pelo cliente é o recebimento do produto. Atrasar a entrega ou levar muito tempo para enviar o produto é uma das falhas mais graves pois impacta as expectativas do consumidor. Além disso, não ter a possibilidade de acompanhar e obter informações de rastreio pode deixar os clientes apreensivos.

5 dicas para turbinar a gestão de entregas para loja virtual

Compreendida a importância da gestão de entregas para loja virtual, o que ela abrange e como influencia a experiência de compra, é hora de colocar a mão na massa e descobrir como turbinar a sua gestão de entregas para loja virtual.

1. Rastreie o pedido

Essa é uma garantia para o lojista e uma proteção importante para os produtos. Um sistema de rastreamento evita perdas e mostra onde, quando e com quem o produto está. Dessa forma, se o cliente reclamar de atraso, você saberá se houve uma falha na transportadora ou se o produto já foi entregue e recebido por outra pessoa. As informações de rastreamento podem ficar disponíveis na área de login do cliente. Isso agilizará, caso ele deseje descobrir onde está sua encomenda.

2. Contrate softwares

No início das operações, você poderá realizar a gestão de entregas para loja virtual com a ajuda de planilhas e anotações. Quando o volume de entregas aumentar, será importante avaliar a possibilidade de contratar um software para automatizar e facilitar esta tarefa.

3. Saiba escolher seus parceiros com muito cuidado

Certamente, ter bons parceiros de logística é fundamental para não ter prazos de entrega desrespeitados. No entanto, o atraso pode ter origem em outro parceiro: o seu fornecedor de produto ou matéria-prima. Se ele não respeitar os prazos de envio de mercadoria ou não puder atender à sua demanda, atrasará todo o processo de entrega.

4. Certifique-se de estar oferecendo as formas de envio desejadas pelo cliente

Não trabalhe com um único parceiro de logística. Escolha aqueles que mais combinam com as necessidades do seu cliente. Por exemplo, para pedidos feitos na mesma cidade da sede física da loja virtual, que tal habilitar a possibilidade de o cliente retirar o produto ou usar o serviço de ecobike ou motoboy? Essas opções podem ser mais baratas e rápidas. Tudo o que o cliente deseja. Para localidades mais longes, quais são as opções que oferecem o melhor custo benefício?

5. Esteja disposto a resolver

Mesmo que você se prepare e faça uma boa gestão de entregas para loja virtual, imprevistos acontecem e pode ser que você receba a reclamação de um cliente. Caso isso aconteça, mantenha a calma, escute a reclamação com atenção, colete todas as informações necessárias para descobrir o motivo do problema, resolva e peça desculpas. Confira mais detalhes sobre como agir no texto 9 dicas para lidar com as reclamações de clientes.

Como a Loja Integrada colabora para a gestão de entregas para loja virtual?

Como vimos, a gestão de entregas para loja virtual não se limita à entrega. Por isso, um dos recursos que a Loja Integrada oferece para lhe ajudar a turbinar essa ação é a possibilidade de integrar de forma rápida, prática e intuitiva diversas formas de envio.

Saiba mais no texto Envio de mercadorias: entregas eficientes no e-commerce.

Leia mais

Artigo anterior

Grana curta? 5 ideias para reduzir custos da loja virtual

Leia mais

Próximo artigo

6 tendências das redes sociais para e-commerce de 2018

Deixe seu comentário