Blog da Loja Integrada

4 dicas para usar o Google Merchant a seu favor!

Você sabia que 93% das experiências de compras online começam por um mecanismo de buscas? É por isso que utilizar o Google Merchant Center é tão importante para sua loja virtual! O Google Merchant é a plataforma do Google que possibilita que seus produtos sejam expostos na aba “Shopping” do gigante das pesquisas. Isso significa que quando um consumidor pesquisar sobre seu produto no Google, o item e o link para a sua loja serão exibidos diretamente na aba Shopping. Já fizemos um post especial sobre o que é e como o Merchant Center funciona. No entanto, para que os seus produtos tenham destaque na pesquisa, é importante seguir algumas recomendações do próprio Google. Abaixo, separamos uma rápida lista mostrando quais são elas e onde você pode aprender mais para usar essa ferramenta a seu favor!

1. Dicas para otimizar os dados do seu produto

Os dados que você carrega dos seus produtos determinarão o comportamento de cada item nas pesquisas do Google Shopping. Aqui, nem sempre mais é melhor — vale ser objetivo e colocar informações-chave que farão seu produto ser encontrado.

Pense estrategicamente sobre seus clientes: os consumidores querem encontrar o que procuram facilmente e ter uma ótima experiência de compra. Para isso, eles priorizarão lojas que ofereçam conteúdo para auxiliá-los na tomada de decisão, que tenham navegação intuitiva e que permitam que a transação seja realizada em apenas algumas etapas, sem dor de cabeça;

Detalhes importantes do produto: o título do produto é a principal informação sobre ele. Coloque detalhes importantes e relevantes no título, por exemplo: se o produto é masculino ou feminino, se é infantil, qual tamanho, cor ou outros detalhes;

Utilize imagens de qualidade: quando está comprando online, o consumidor perde parte da experiência de compra por não poder tocar, cheirar e sentir o produto. Você precisa minimizar esse impacto utilizando imagens em alta qualidade, que permitam ao cliente ver todos os detalhes do que procura;

Mantenha preços e disponibilidade atualizados: se o consumidor tiver dificuldade de encontrar qualquer informação (especialmente uma tão importante quanto o preço), ele pode desistir da compra. Lembre-se de manter esses dados atualizados, incluindo as informações de frete e estoque.

Para ver mais dicas de como otimizar os dados do seu produto, visite a página de suporte do Google Merchant.

2. Dicas para manter a aprovação dos seus produtos

O Google Merchant realiza validações regulares para conferir se os dados que você insere na plataforma estão de acordo com aqueles mostrados na página da sua loja. Por isso, é importante que você tome algumas medidas para facilitar essa verificação e evitar que seus anúncios sejam penalizados.

Use a marcação de dados estruturados: você pode usar os dados estruturados para indicar como os elementos da sua página de destino correspondem aos atributos na Especificação de feed de produtos. Não sabe o que são dados estruturados? Leia mais aqui;

Permita que os rastreadores do Google acessem sua página: o Google utiliza rastreadores para ler os dados na sua página de destino. Ative os rastreadores no arquivo robots.txt do seu site para permitir o acesso à sua página;

Ative a atualização automática de dados: você pode ativar as atualizações automáticas para que, sempre que os dados do seu produto sofrerem alguma mudança na sua página, as novas informações sejam automaticamente carregadas no Google Merchant;

Certifique-se de que os identificadores do produto sejam precisos: forneça identificadores exclusivos de produto, em especial os GTINs, MPNs e nomes de marcas, para permitir que seus anúncios sejam encontrados pelos usuários com mais facilidade.

Para ver mais dicas de como manter a aprovação dos seus produtos, visite a página de suporte do Google Merchant.

3. Dicas para receber mais cliques no Google Merchant

Você vai encontrar no Google Merchant a seção “Oportunidades”, que fornece aos lojistas recomendações personalizadas de acordo com os dados dos seus produtos para melhorar suas campanhas e ganhar mais cliques. A seção “Oportunidades” mostrará quais produtos apresentam maior potencial e o que você precisa fazer para melhorar a exibição deles. Como incentivo, o Google Merchant estima quantos cliques a mais você poderá ganhar com cada uma das ações indicadas nessa seção. Os cartões de oportunidades são gerados diariamente e é importante que seus dados estejam atualizados, pois servirão de base para as dicas do Google. Caso não apareça nenhum cartão, verifique as informações dos seus produtos e veja se há algum problema. Para ver mais dicas de como receber mais cliques, visite a página de suporte do Google Merchant.

4. Dicas para monitorar o desempenho do seu produto

Rastrear o desempenho das suas ofertas é fundamental para saber o que está funcionando e o que precisa ser alterado. O Google Merchant facilita a vida do lojista e oferece uma seção com relatórios de desempenho para que você veja como os seus anúncios estão indo. Uma dica aqui é vincular suas contas do Google Ads e do Merchant Center para aumentar a visibilidade do seu produto. Ao fazer isso, você permitirá que os dados do seu produto sejam direcionados para o Google Ads para uso em campanhas publicitárias. Dependendo do tipo de dados do produto enviado, você pode criar campanhas do Shopping para anunciar seus produtos, usar o remarketing dinâmico para impulsionar suas campanhas da Rede de Display e muito mais. Para ver mais dicas de como monitorar o desempenho do seu produto, visite a página de suporte do Google Merchant. O Google Merchant Center é a base para boas campanhas de anúncios do Google. Seguir as dicas acima é uma maneira poderosa e eficaz de melhorar o desempenho do seu anúncio no Google com baixo custo por clique e mais taxa de conversão, gerando mais vendas.

Quer se atualizar sobre o cenário presente para adequar suas estratégias? Veja os resultados de uma pesquisa sobre como a Covid-19 está mudando o comportamento do consumidor!

Leia mais

Artigo anterior

Aumente suas vendas na Black Friday: Crie sua loja virtual agora!

Leia mais

Próximo artigo

Black Friday 2020: cenário atual e expectativas

Deixe seu comentário