Blog da Loja Integrada

Case de sucesso Loja Integrada: Cão Bandido

Nem só do amor pelo empreendedorismo que nascem histórias de sucesso da Loja Integrada. Algumas paixões, como o seu bichinho de estimação, podem esconder incríveis oportunidades de se iniciar seu próprio negócio.

Foi procurando por uma camiseta na internet que Jurandi Camargo, dono da loja Cão Bandido, encontrou uma oportunidade de iniciar sua loja virtual de produtos personalizados.

Um amor…

Embora a loja tenha acabado de completar 1 ano, a história da Cão Bandido começou alguns anos antes. Por isso, vamos voltar um pouco no tempo, para o ano de 2017.

Quem tem um bicho de estimação sabe a importância que esses seres têm em nossa vida. Como forma de homenagear Rambo, seu rottweiller com poucos meses na época, Jurandi começou a buscar por camisetas com estampas que apresentassem a raça do cachorro.

Nas palavras de Jurandi, a camiseta seria uma forma de homenagear Rambo, que mesmo ainda filhote já havia se tornado um importante integrante da família Camargo.

… uma ideia…

Sem sucesso em sua busca, Jurandi observou nessa falta de produtos temáticos uma oportunidade de produzir camisetas com estampas de raças de animais para iniciar um novo e-commerce.

Como falamos no artigo Como criar uma loja virtual para pets, da nossa série E-commerce prático, o mercado Pet é um dos que mais crescem no Brasil, tendo faturado R$ 20,37 bilhões em 2017. Sabendo disso e convencido de que essa era uma boa ideia, Jurandi convidou uma amiga para começar a desenvolver o negócio.

… e muito mais amor.

Analisando sua trajetória, Jurandi tem um conselho a dar para quem quer ter seu próprio negócio:

“Meu conselho é, se está pensando em começar, comece! Não adianta ficar com medo, ficar pensando em ‘e se der errado?’, tem que começar, tem que fazer e não adianta esperar pelos outros, faça você mesmo! Se der errado, você ganhou experiência, que é algo muito valioso, e comece de novo!”

Jurandi Camargo

E se podemos concluir algo da história da Cão Bandido é que o Jurandi aprendeu! Por não ser sua primeira investida no empreendedorismo, ele soube se planejar, lutar contra seus medos e seguir em frente até mesmo quando as coisas não estavam indo muito bem.

Mas mais do que aprender, Jurandi e a Cão Bandido também tem muito a ensinar: além de vender produtos que ajudam os donos à expressar o amor aos seus bichos de estimação, a Cão Bandido ainda ajuda animais que não tem a sorte de ter um dono tão apaixonado.

Foto: Andre Jannuzzi

Parte da renda dos produtos da loja é direcionada para duas ONGs de proteção animal.

A formatação do negócio

Apesar de a ideia original ter sido criar produtos temáticos para a raça rottweiller, logo Jurandi e sua sócia  entenderam que expandir as estampas para outras raças seria uma decisão acertada.

A partir daí, foram mais de 2 anos de planejamento, alguns erros e muitos testes. Preocupado com a qualidade do produto, eles pesquisaram sobre os melhores fornecedores para as camisetas, as melhores técnicas de estamparia, o maquinário ideal, e tudo aquilo que contribuiria para tornar a boa ideia em um produto único – o que não garantiu que tudo desse certo logo de cara.

Alguns passos, alguns tropeços

Apesar de a história da Cão Bandido ser de sucesso, a jornada empreendedora de Jurandi não é feita somente de acertos.

Algo que Jurandi afirma que faria diferente hoje seria justamente não insistir tanto em algo que não vinha dando certo. Como falamos anteriormente, esse não foi seu primeiro negócio, ele já tinha experiência com outra empresa, e quando começou a Cão Bandido, a loja acabou ficando um pouco de lado por um tempo.

Quando já mais dedicado à Cão Bandido, apesar de ter feito muitos testes iniciais, um dos erro cometidos foi firmar um compromisso com o primeiro fornecedor que encontrou. Logo os problemas começaram a aparecer, principalmente em relação à qualidade dos produtos.

Mas parte do sucesso da Cão Bandido se deve ao não conformismo da empresa com esse tipo de situação. Assim que identificou os problemas, Jurandi buscou uma nova parceria, que perdura até hoje e mantém os padrões de qualidade dos produtos.

E por falar em produtos, outro problema que Jurandi identificou logo nos primeiros meses de operação foi a limitação que um mix de produtos limitado trouxe ao negócio. Em um primeiro momento, a empresa apostou em camisetas básicas.

Conforme foi entendendo a persona do negócio, Jurandi identificou que cerca de 70% de seu público é feminino, então produtos com cortes mais ajustados ao corpo, como as camisetas baby look, começaram a ser produzidos.

A hora de dar um passo a mais

Para que a Cão Bandido pudesse atingir cada vez mais pessoas, Jurandi sabia que seria necessário investir em divulgação para a loja. Um dos momentos que foi divisor de águas para o negócio foi quando, às vésperas de completar um ano trabalhando a loja e testando o mercado, ele tomou a decisão de contratar uma agência para realizar campanhas nas redes sociais.

Foto: Andre Jannuzzi

E essa não foi uma decisão fácil. Como já tem um histórico como empreendedor, Jurandi já havia investido um bom dinheiro em outra empresa sem obter o retorno desejado, principalmente por não saber muito bem como investi-lo. Porém, confiar à uma agência o gerenciamento das campanhas mostrou-se uma decisão acertada.

Aos poucos, as vendas foram aumentando, assim como a variedade de produtos. Além de camisetas, a Cão Bandido hoje comercializa bodies para bebês e canecas.

Muito ainda a percorrer

Com pouco mais de 1 ano, a história da loja está apenas começando a ser escrita. Jurandi sabe que o caminho não é fácil de se percorrer, e por isso ele continua em busca de novas oportunidades para expandir o negócio.

A próxima aposta de Jurandi é uma parceira com 3 petshops do Estado de Minas Gerais, que farão a revenda das camisetas e poderão levar a Cão Bandido aos clientes finais também em lojas físicas.



Essa é a história do Jurandi Camargo, do Rambo e da Cão Bandido. E a sua? Compartilhe em nossos comentários a sua jornada de sucesso e ela pode se transformar em uma história inspiradora aqui em nosso blog!

Leia mais

Artigo anterior

Case Frenet: Aumentando as Vendas Regionais com Estratégias de Frete

Parabéns, agora você pode por em prática tudo que aprendeu!

Deixe seu comentário