Blog da Loja Integrada

Os desafios de gerenciar uma loja física e online ao mesmo tempo.

Veja como empresas encaram a gestão de lojas físicas e online ao mesmo tempo! 

A pandemia do coronavírus trouxe muitas mudanças para o cenário de ecommerce, mas uma das principais foi a alta migração de lojas físicas para o meio digital. Com isso, empreendedores que nunca antes se aventuraram na internet tiveram que aprender em tempo recorde como divulgar suas lojas e vender também online.

Mas esses não são os únicos desafios enfrentados. Há muito, mesmo empreendedores já estabelecidos em ambos os canais se esforçam para conciliar o gerenciamento de uma loja online e uma física. 

Gerenciar estoque, controlar preços, registrar vendas e fazer um bom atendimento são alguns dos elementos básicos para manter o bom funcionamento da empresa. Mas, além disso, uma gestão integrada e eficaz do online e do físico permite que o consumidor possa escolher, com liberdade e confiança, o ambiente que melhor lhe atende, e pular de um para o outro sem perceber obstáculos no caminho. O resultado é uma experiência de compra aprimorada e mais oportunidades de venda para o lojista.

Para entender melhor sobre esses processos, vamos mostrar alguns dos desafios de integrar sua loja online e física, mas também vamos dar dicas de como superá-los! Confira!

Os desafios de integração entre a loja online e a física

Quando uma empresa adiciona um canal online aos meios de distribuição convencionais, há alguns desafios que ela costuma enfrentar para desenvolver a coesão entre os dois tipos de ambientes.

Ao vender produtos por meio de um site, a empresa ganha a oportunidade de atingir um novo público de clientes em potencial, ao mesmo tempo em que aceita o risco de ter clientes em mais canais de vendas para gerenciar.

Portanto, a estratégia do canal online deve estar alinhada com a estratégia de negócios dos canais offline, para que trabalhem juntos a fim de satisfazer o cliente, evitar quebras de experiência e maximizar a receita. Se não houver uma boa integração, o lojista pode acabar se sobrecarregando, confundindo os estoques e frustrando todos os envolvidos no processo.

Veja alguns dos principais desafios:

Ofertas de produtos:
uma empresa pode oferecer a mesma gama de produtos por meio de ambos os canais ou um leque de produtos exclusivos de cada ambiente. Essa decisão deve ser tomada com base nas características e preferências do público-alvo, bem como na relação entre seus parceiros, como fabricantes, transportadoras, depósitos de estoque e colaboradores.

Controle de preço:
quando os canais online são adicionados aos offline, ou vice-versa, a estratégia de preços torna-se crítica e os lojistas precisam decidir como precificar as ofertas de um canal em comparação com outro. Essas decisões também dependem dos fatores mencionados acima (fabricantes, transportadoras, estoque etc.) e podem afetar a impressão do cliente. Por exemplo, oferecer preços mais baixos no seu e-commerce pode criar um incentivo para comprar online, mas também confundir ou criar desconfiança em alguns clientes. Por isso, é importante analisar e ser transparente com o cliente!

Gestão do estoque:
por último, temos a questão do inventário. Quando você vende os mesmos produtos tanto em uma loja online quanto offline, seu estoque provavelmente é o mesmo para os dois canais. Isso significa que um cliente pode comprar um item pela internet ao mesmo tempo que outro procura o produto na loja física, o que pode resultar na chamada “quebra de estoque”, quando o site dizia que o produto existia mas, na verdade, ele tinha acabado de esgotar por causa da loja física. Casar a gestão dos pedidos no online e na loja física é essencial para evitar falta de estoque e possíveis frustrações. Portanto, é indispensável ter informações que sejam atualizadas em tempo real entre os dois canais.

Sistema único: superando os desafios de trabalhar nos dois canais

Apesar das melhores estratégias e políticas, o conflito de canais pode surgir e deve ser gerenciado de maneira adequada. Algumas lojas costumam contar com um sistema de coordenação e controle para ajudar a loja online e a física a se complementarem, juntamente com informações de inventário precisas. Isso possibilita o maior alcance do negócio, um gerenciamento eficaz e clientes satisfeitos.

Por exemplo, induzir um cliente a fazer um pedido digital e depois retirar o item na loja mais próxima pode estimular o movimento ali na loja e fornecer aos clientes oportunidades adicionais de compra. 

Além disso, um sistema único permite controlar a gestão de estoque, política de preços, registrar vendas e gerar relatórios integrados, tudo em tempo real. 

As empresas têm uma grande oportunidade ao optar por vender tanto online quanto offline. No entanto, para gerenciar e integrar seus canais com eficiência, é fundamental que a administração esteja ciente dos conflitos que podem surgir entre os dois, abordando-os durante seu planejamento.

Ferramentas e recursos

A tecnologia está à disposição para ajudar em todos esses processos! Um bom exemplo é a iZettle, um sistema para gestão de vendas projetado especialmente para integrar sua gestão, com recursos para monitorar o estoque, realizar pagamentos, emitir nota fiscal e muito mais. Que tal conhecer mais sobre os benefícios da iZettle?

Leia mais

Artigo anterior

Criei minha loja virtual. E agora, como começar?

Leia mais

Próximo artigo

Jornada Quero Vender Online: Chegou a segunda edição do evento da Loja Integrada + Google

Deixe seu comentário