🔥 Comece a vender online. Planos anuais com 20% OFF!
Aproveitar!
precificação de produtos de ecommerce

Como fazer a precificação dos produtos da sua loja virtual

Se você deseja ter uma loja virtual mais lucrativa e rentável, veja como a precificação de produtos é fundamental para a saúde do seu negócio.

Sabemos que o principal objetivo de qualquer empresa é gerar lucro com as suas atividades e isso não é diferente para em um ecommerce

E por esse motivo que é muito importante montar um plano de precificação que seja possível definir um preço de venda que permita cobrir todos os custos necessários para a sua loja existir, e que no final das contas você tenha lucro com as suas vendas e possa prosperar. 

Neste artigo, vamos te mostrar como fazer estes cálculos para o seu caixa não ficar no vermelho. E aí, vamos entender tudo sobre precificação de produtos? 

ALCANCE O PRÓXIMO NÍVEL COM A LI: CONTEÚDOS ESSENCIAIS E EXCLUSIVOS PARA SEU ECOMMERCE!

Receba dicas valiosas da Loja Integrada diretamente na sua caixa de entrada!

Aqui você vai ver:

Como funciona os custos de uma loja virtual? 

Os custos são todos aqueles valores necessários para tornar possível um negócio realizar as suas atividades. 

Conceitualmente, o objetivo de um empreendedor é garantir que os custos da sua operação sejam menores que suas receitas, ou seja, fazer com que aqueles valores cobrados pelo produto ou serviço oferecido sejam menores que seus custos, e com isso obter lucro, mas vamos falar de lucro daqui a pouco. 

Então é de extrema importância que os custos da empresa sejam controlados, e monitorados para garantir que não ocorram gastos desnecessários. 

Os principais custos do ecommerce 

Conheça os principais custos envolvidos na operação de uma loja virtual:

Custo do produto

Esse é o valor que pagamos para o fornecedor do produto que vendemos, incluindo os impostos. A gente consegue pegar esse valor diretamente na nota fiscal emitida pelo fornecedor. 

Agora se você fabrica o produto, nesse caso será considerado todo o custo da produção. Por exemplo, será necessário listar os gastos de fabricação, como matéria prima, mão de obra e todos os demais valores necessários para um produto ser fabricado. 

Custo operacional

Esses são os valores correspondentes ao funcionamento da loja virtual. No custo operacional tem a mensalidade da plataforma, água, luz, equipe, materiais e insumos. 

Um ponto de atenção, esse percentual de custos do total das vendas da loja deve girar em torno de 8% para um ecommerce que está começando e pode chegar até 12% para lojas um pouco maiores. 

Impostos

Esses variam conforme o tipo de produto e o regime tributário em que a empresa está enquadrada, porém um custo pra uma loja no regime do simples, tem um imposto médio de 15%, mas se a sua loja tem um imposto maior, ajuste o percentual proporcionalmente. 

Dica: Arredonde os percentuais de impostos para cima, pois pode servir como uma margem de segurança. 

Não menos importante, procure sempre uma assessoria contábil para te ajudar com impostos, taxas e demais tributos relacionados ao seu negócio. Uma opinião profissional pode proporcionar um melhor direcionamento. 

Marketing

Esse valor está relacionado ao investimento necessário para conseguir divulgar esse produto. Lembrando que esse percentual precisa ser acompanhado e ele pode variar conforme a demanda e concorrência para vender o produto. 

Antifraude

Esse custo está relacionado à possibilidade de ter uma garantia e evitar que o lojista tenha prejuízo com golpes e vendas fraudulentas. Geralmente a análise antifraude é um serviço já oferecido por meio de pagamento usado, porém é importante saber quanto custa esse serviço para a sua loja virtual.  

Meios de Pagamento

Os meios de pagamento são as empresas que facilitam o recebimento do dinheiro que o seu cliente paga pelo produto e realizam a entrega desse dinheiro para o lojista, viabilizando funcionalidades como: 

● Opções de parcelamento;

● Seguro contra chargeback; 

● Análise de fraude; 

● Antecipação de recebíveis; 

Lembre-se que é muito importante acompanhar as funcionalidades, taxas de transação e parcelamento oferecidas pelo meio que você escolheu. Além disso, é sempre bom manter o cadastro de outro meio de pagamento como alternativa (backup), caso ocorra algum imprevisto com o seu meio principal. 

Embalagem

Nesse campo é informado o custo unitário para embalar o produto que você está vendendo. 

É importante calcular esse custo, pensando sempre em alternativas sustentáveis, econômicas e gerar uma impressão positiva para o seu cliente quando ele receber o item comprado. 

Entrega

O cálculo de custo para entrega deve ser feito usando a média da quantidade dos pedidos aprovados, com o valor de frete que você pagou para esses envios no período. 

Mas, como eu faço para descobrir os meus custos?

A forma mais fácil e prática para descobrir os custos do seu ecommerce é listando todas as contas a pagar que você tem com o seu negócio.

E para isso, não tem segredo! Basta anotar todas as contas que você tem para pagar na sua empresa.

O segredo para conseguir acompanhar os custos da sua loja virtual é disciplina. Reserve pelo menos 30 minutos diários para registrar as entradas (resultado das vendas) e saídas (todas as contas a pagar) do seu ecommerce. 

Uma dica é usar um ERP para facilitar esse controle, porém se você estiver começando, é possível fazer esse controle usando uma planilha, por exemplo. Se você não sabe o que é um ERP, assista o vídeo abaixo. Já nesse vídeo aqui, você pode saber para que serve um ERP. 

Rateio

Depois que forem mapeados todos os custos da loja virtual é preciso aplicar o rateio desses custos para compor a sua planilha de precificação, ou seja, para cada produto que você vender, destine um percentual de cada um desses custos por produto. Por exemplo:

Se no seu ecommerce vende 100 produtos diferentes no mês e o preço de venda médio para esses produtos é de R$ 124,90, o seu faturamento total será de R$ 12.490,00. Considerando o exemplo de custos abaixo, o rateio de custo operacional por produto será de 8,01%.

Importante! Esse rateio deverá ser feito para cada um dos itens de custos listados como: operacional, impostos, marketing, antifraude, meio de pagamento, embalagem e entrega.

À medida que você começar a vender e entender com maior precisão os seus custos, é muito importante que esses percentuais sejam ajustados para mais ou para menos, conforme a realidade do seu negócio.

Definindo o preço de venda da loja virtual

Basicamente, o preço de venda é o valor que você deseja cobrar pelo produto que está vendendo.

Para oferecer, um preço de venda atraente para os clientes comprarem é preciso pesquisar por quanto esse mesmo produto está sendo vendido em outras lojas concorrentes. Afinal, o cliente também irá fazer esse comparativo de preço, não é mesmo?

Por isso, é importante fazer uma pesquisa de mercado para entender o preço de venda de outras lojas concorrentes que vendem esse tipo de produto (ou similar) e com isso entender:

● Quem cobra mais caro?;

● Quem cobra mais barato?;

● Quem oferece desconto e como funcionam esses descontos?;

● Quais os diferenciais de cada oferta?

Com essas informações em mãos, você poderá saber quais os diferenciais que irá trabalhar para deixar a sua oferta ainda mais atrativa.

Calculando o lucro no ecommerce

O lucro pode ser definido pelo resultado das vendas, menos os custos que foram necessários para poder realizar essas vendas. Vamos a um exemplo:

Se a sua loja virtual vender R$ 10.000,00 no mês e os custos foram de R$ 7.000,00, o seu lucro será de R$ 3.000,00. Mas se a loja vender R$ 5.000,00 no mês e os custos foram os mesmos de R$ 7.000,00, você teve prejuízo de R$ 2.000,00.

Por isso é de extrema importância manter o controle constante dos custos e receitas, pois esse é um dos principais fatores que irão garantir a saúde financeira do seu negócio e o sucesso da sua loja virtual. 

Margem de lucro

A margem de lucro indica se a venda de um produto ou serviço específico vale a pena economicamente. Isso ajuda a determinar a proporção entre as despesas e os lucros. Além disso, a margem indica qual retorno você obterá em seus investimentos.

A margem de lucro é o percentual da relação entre o preço de venda que você irá colocar para o produto com o lucro deste produto.

Para encontrar a margem de lucro desejada é preciso ter mapeado o seu custo total e em seguida informar qual o preço de venda que será preciso praticar para obter esse percentual. Por exemplo:

Se um produto é vendido pelo preço de R$ 150,00 e os custos totais para esse produto foram de R$ 75,00 o lucro foi de R$ 75,00.

Tendo essas informações, você consegue calcular a margem de lucro, dividindo o lucro pelo preço de venda:

R$ 75,00 / R$ 150,00 = 0,50

0,50 * 100% = 50%

Portanto, a margem de lucro é de 50% nessa venda.

Markup

O markup é outra forma de precificação de produtos que utiliza uma marcação de X vezes o preço de custo do produto. Vamos a um exemplo.

Se um produto é vendido pelo preço de custo de R$ 70,00, mas você quer vender por R$ 200,00, é necessário aplicar um markup de 2,86 (186%) x o preço de custo .

R$ 70,00 x 2,86 = R$ 200,20

A precificação dos produtos usando tanto a margem de lucro quanto o markup estão corretas, não existe uma melhor que a outra, mas sim uma que funciona melhor para cada negócio. Lembrando que a margem de lucro trabalha com um detalhamento maior dos custos e o markup com uma estimativa mais rápida para se obter o preço de venda. A nossa recomendação é que você teste essas duas formas e encontre a melhor pra sua loja virtual. 

Conclusão

Sabemos que temas relacionados às finanças podem ser um pouco maçantes e, às vezes, até desinteressantes se comprarmos com coisas mais legais como o relacionamento com os nossos clientes, as vendas e a emoção da operação de um ecommerce, porém a precificação de produtos é um item essencial. 

Tenha a disciplina de acompanhar as finanças da sua empresa, pois esse será um grande fator de sucesso para o seu negócio!

Esperamos que esse conteúdo possa ter te ajudado a entender um pouco mais sobre as características de precificação dos produtos e que possa ter sido útil para você aplicar uma estratégia de precificação para os produtos da sua loja.