Blog da Loja Integrada
o que é dropshipping e se vale a pena para seu ecommerce

Entenda o que é dropshipping e se vale a pena pro seu ecommerce

Saiba o que é dropshipping, como funciona e quando ele pode ser vantajoso para sua loja virtual.

O dropshipping é um modelo de vendas pela internet que não exige que o empreendedor mantenha produtos em estoque. Basicamente, a loja virtual vende um produto e passa o pedido para um fornecedor, que tem a responsabilidade de despachar e fazer a entrega.

O modelo tem suas vantagens — você vende produtos de outra pessoa e ganha uma parte da venda, mas é importante entender a fundo o processo para saber se ele funciona para você. Quer saber mais? A gente te conta todos os detalhes do dropshipping para você decidir se vale a pena ou não para o seu negócio.

O que é dropshipping?

O dropshipping começou a ser usado nos Estados Unidos e é uma forma de venda um pouco diferente da tradicional.

No modelo tradicional de vendas pela internet, um lojista possui um estoque de produtos, faz a divulgação em seu ecommerce e, quando um cliente faz um pedido de compra, ele o embala e o envia. No dropshipping, a loja virtual funciona como um intermediário. Assim que um pedido é feito, o lojista avisa o seu parceiro de dropshipping e este envia o produto direto para o consumidor.

Pelas características do modelo, ele é bastante usado por vendedores em marketplaces. O lucro do lojista fica por conta da diferença entre o preço anunciado e o preço cobrado pelo parceiro.

Como funciona o dropshipping?

o que é dropshipping

No dropshipping, o fornecedor gerencia o estoque de uma pessoa comerciante (lojista virtual) e envia os pedidos aos clientes. Então, a pessoa comerciante é a principal responsável por conquistar clientes, direcionamento do tráfego para a loja virtual e processamento pedidos.

Imagine, por exemplo, que você tem uma loja online que vende produtos para cães. Você não precisa comprar centenas de coleiras e pacotes de ração com antecedência e armazená-los em um depósito alugado (ou na sua garagem) até fazer uma venda.

Em vez disso, você encontra uma empresa fornecedora terceirizada dos itens e cria uma parceria. Depois que um cliente compra de você, a empresa fornecedora(ou fornecedoras, já que você pode ter mais de uma) assume o processo e envia o produto diretamente para a pessoa que comprou o produto.

Basicamente, o dropshipping cumpre a função logística de quem tem loja virtual. Sendo assim quem empreende pode focar mais na parte comercial do negócio e menos na parte operacional.

5 coisas que você precisa saber sobre o dropshipping

Como todo modelo de negócio, o dropshipping tem vantagens e desvantagens. Para saber se ele se encaixa com o perfil do seu ecommerce, entenda mais:

1. Baixas margens de lucro

Basicamente, o seu ganho no dropshipping será a diferença entre o preço que você paga a empresa fornecedora e o preço que você revende o produto. Isso pode te deixar com pouca margem com a qual trabalhar — especialmente considerando que a empresa fornecedora vai embutir os custos do frete no valor que repassa à sua loja.

Dessa forma, o dropshipping requer menos investimentos, mas também costuma trazer menos retorno ao seu ecommerce.

2. Pouca dor de cabeça

Por outro lado, se você está iniciando o seu negócio e não pode arcar com o investimento inicial de um estoque ou não tem espaço físico pra isso, este modelo pode ser bem atrativo. Os produtos ficarão com a empresa parceira de dropshipping e só serão liberados quando você fizer uma venda.

3. Menos despesas

Sem estoque, a pessoa lojista não precisa investir em embalagens nem em armazenamento de produtos. Isso se traduz em menos despesas gerais. Os principais gastos que a pessoa lojista tem são a divulgação da loja virtual, manutenção do site e outras despesas comerciais.

4. Altamente competitivo

Mas, atenção! O mercado de dropshipping é altamente competitivo. O modelo já existe há um tempo no mercado e, quando começou, era bastante interessante, especialmente para lojistas que escolhiam como fornecedoras empresas chinesas, com preços mais baixos.

Hoje, muitos lojistas adotam o dropshipping, tornando um pouco difícil se destacar no mercado. Além disso, muitos fornecedores chineses já fazem a venda direta para os consumidores brasileiros, aumentando ainda mais a competição.

5. Baixo controle de qualidade

Se por um lado as dores de cabeça com o envio são eliminadas, por outro você ainda é responsável pela qualidade do produto. Isso significa que o cliente vai procurar você, e não o fornecedor, caso encontre algum defeito no produto.

Além disso, como o produto não é seu, pode ser difícil construir uma identidade de marca e criar reconhecimento no mercado.

Como saber se o dropshipping funciona para mim?

A escolha entre adotar o dropshipping ou não vai depender da avaliação das vantagens e desvantagens aplicada à sua realidade. Para quem está iniciando suas operações, o dropshipping pode ser aquele empurrão inicial para deslanchar o negócio.

Se você quer expandir o seu negócio e tem um fornecedor interessante, o modelo pode ser adicionado como uma estratégia secundária, por exemplo. Por outro lado, se você quer vender produtos exclusivos e com a sua cara, o dropshipping pode não fazer sentido para você.

Como o dropshipping impacta diretamente a gestão de estoque, continue lendo sobre o tema no texto.

Leia mais
integração erp loja integrada

Artigo anterior

Vantagens de usar o Tiny ERP conectado à Loja Integrada e aos marketplaces

Leia mais
como fazer planejamento estratégico para ecommerce

Próximo artigo

Saiba como fazer planejamento estratégico para ecommerce

Deixe seu comentário