Blog da Loja Integrada
logística

Está confuso sobre como organizar a logística do seu e-commerce? Elencamos as melhores práticas

Ainda que o comércio eletrônico tenha uma estrutura semelhante a uma loja física, há diversos diferenciais que demandam alguns cuidados. Um dos principais é a logística para e-commerce, que deve ser otimizada com frequência, pois a satisfação do consumidor com esse serviço contribui para sua fidelização.

Isso porque, após passar a devida confiança ao seu cliente para que ele realize uma compra, é necessário garantir que o produto solicitado esteja em estoque e chegue ao comprador no prazo combinado. Afinal, a expectativa do público é ter em mãos as mercadorias adquiridas.

Quer descobrir como melhorar os processos do seu varejo virtual? Continue lendo para conhecer as melhores práticas de gestão logística!

Selecione corretamente os seus fornecedores

Nem sempre o fornecedor que oferece preços mais acessíveis é o ideal. Você deve pensar na qualidade das mercadorias e percepção de valor do seu público. Um parceiro realmente confiável é aquele que se esforça para melhorar a experiência do usuário e a reputação do seu e-commerce.

Ao fazer uma boa escolha nesse quesito, seus problemas com prazo de validade ou itens com defeito são eliminados. Outro benefício de escolher bem seus fornecedores é que você consegue levantar critérios, como condições de pagamento, prazo de entrega, acordo de nível de serviço etc. Com esses dados em mãos, você certamente montará uma boa carteira de parceiros para o seu negócio.

Antecipe as demandas

Estoque lotado, cheio ou meio cheio? A decisão de quantas mercadorias ter precisa ser tomada conforme o seu fluxo de vendas. Se você vende somente 10 itens X ao mês, por que ter 50 em estoque? Um armazém cheio gera custos extras de controle e estocagem, além de diminuir o fluxo de caixa do e-commerce, pois não gera lucro com a mesma rapidez.

Assim, é recomendado prever a saída de cada produto e garantir um estoque mínimo que consiga suprir a demanda sem atrapalhar as vendas. Voltando ao exemplo do parágrafo anterior, se houvesse 20 itens X em estoque, já seria o suficiente.

Também vale citar as datas mais importantes para o varejo digital: Natal e Black Friday. Sem se preparar para esses dias, fica mais difícil obter bons resultados. No início de todos os anos, defina as melhores estratégias para atender o alto fluxo de pedidos com eficiência. Considere a sobrecarga dos correios e transportadoras, já que eles necessitam de um prazo maior que o normal para efetuar todas as entregas.

Assim, você não terá de correr contra o tempo para melhorar seus procedimentos logísticos. Dê os últimos retoques no seu planejamento com, pelo menos, dois meses de antecedência. Dessa forma, você vai garantir que o estoque disponível será suficiente para atender seus consumidores nos períodos mais importantes do ano.

Faça liquidações quando necessário

Estoque é dinheiro, e deixá-lo de lado não é nada inteligente. Se a mercadoria está há um bom tempo guardada e não tem saída, promova uma liquidação. Isso porque os itens se desvalorizam com o tempo, especialmente os tecnológicos, ficando difícil vendê-los.

Como falado mais acima, existem várias datas comemorativas durante o ano. Então, que tal aproveitar esses momentos para atrair clientes para as mercadorias encalhadas? Isso facilitará a organização de espaço para a venda de novos itens no futuro. Mas lembre-se de não atribuir o preço de custo no produto para tentar vendê-lo rápido. Considere que você ainda terá de embrulhar e entregar, e esses serviços geram custos adicionais.

Tenha um sistema de gestão

Gerenciar toda a logística do e-commerce exige funcionários capacitados e engajados. Mas essa atividade pode ser agilizada com softwares de gestão para lojas virtuais, ferramentas que vêm com módulos de gestão de compra/venda, entrada e saída de mercadorias.

Com esse recurso, você vai poder fazer o cadastro dos produtos facilmente, bem como realizar pedidos automáticos e controlar o pagamento de fornecedores, ou seja, gerir os assuntos logísticos com dinamismo e competência.

Forneça informações claras sobre frete

Algumas lojas virtuais fornecem esse tipo de informação somente após o cadastro e login no site, não considerando que a pessoa que o acessa pela primeira vez busca essa informação para se decidir pela compra.

Para oferecer informações claras, deixe o cálculo do frete em local visível e de fácil acesso. Faça um resumo sobre a sua política de fretes e a coloque em uma aba intuitiva em sua página.

Para incentivar a conversão dos visitantes, adote as seguintes práticas:

  • frete grátis para compras acima de determinado valor;
  • isenção de valores ou prazo mais curto para destinos mais próximos.

Além disso, não se esqueça de oferecer a opção de rastreamento online para que o próprio cliente monitore o status de um pedido, como a data de expedição (postagem), se já está em trânsito ou, até mesmo, se a mercadoria saiu para entrega.

Fornecer essas informações é crucial para sua estratégia, pois evita que os consumidores tenham que entrar em contato para saber se a mercadoria já está a caminho e, também, demonstra seu compromisso com o operador logístico. Esse tipo de transparência conta muito!

Aplique a logística reversa

Os clientes online são atraídos por imagens e vídeos que nem sempre retratam a realidade do produto. Em razão disso, a expectativa gerada durante a compra pode ser completamente frustrada na hora do recebimento. Imagine a venda de um par de tênis, por exemplo. Ao receber a mercadoria, o comprador experimenta e vê que ficou grande (ou pequeno) demais. Outro caso corriqueiro é a pessoa receber o item em mãos e simplesmente não gostar de sua aparência ao vivo.

Para otimizar o relacionamento com a clientela e potencializar sua retenção, implemente o serviço de logística reversa — que é a devolução do produto para o e-commerce. Ela é ofertada pelos Correios (e por algumas transportadoras) e funciona muito bem. Nesse sentido, você pode arcar com os custos do transporte ou repassá-lo para o cliente, dependendo do caso. Deseja ter um público fiel? Então garanta essa facilidade a mais para eles.

E então, aprendeu como organizar a gestão logística da sua loja virtual? Para isso, basta colocar essas dicas em prática. Assim, você eleva a qualidade dos seus serviços, o que reflete em maior tráfego na sua página e faz com que as pessoas continuem comprando. Aplique essas melhorias agora mesmo e comprove!

Se você gostou deste conteúdo, que tal compartilhá-lo nas suas redes sociais? Marque os amigos e deixe-os bem informados sobre gestão logística de e-commerce!

Leia mais
Checklist E-commerce

Artigo anterior

Checklist – Criando meu e-commerce: Domínio

Leia mais

Próximo artigo

Checklist – Criando meu e-commerce: Meio de pagamento

Deixe seu comentário