Criar uma loja virtual de casa e decoração pode ser um ótimo aposta pro seu ecommerce. Entenda mais neste conteúdo.

Criar uma loja virtual de casa e decoração é uma excelente ideia de investimento, principalmente no momento em que estamos vivendo. Depois da crise da covid-19, em que as pessoas foram obrigadas a se reinventar, trabalhar de casa e também a fazer compras online, o setor de casa e decoração evoluiu muito — e continua em crescimento.

Mas, para criar uma loja virtual de casa e decoração de sucesso, é importante entender mais sobre o setor e bolar suas estratégias.

Além disso, existem dicas muito importantes que ajudam a impulsionar seu negócio, seja para quem quer começar do zero ou mesmo para quem já tem uma loja física e quer abrir uma loja virtual. Confira mais a seguir!

Como é o setor de casa e decoração?

É um setor amplo com muitos produtos e serviços relacionados à área. Por isso, na hora de criar uma loja virtual de casa e decoração, é importante analisar bem o produto ou serviço que se deseja trabalhar.

Se você está iniciando do zero, o primeiro passo é conhecer as opções disponíveis e, a partir daí, criar um plano de negócios baseado nas suas preferências e no seu perfil.

Quais produtos fazem parte desse setor?

Por ser uma área muito ampla, muitos produtos e serviços são esquecidos na hora de criar uma loja virtual de casa e decoração. Confira alguns exemplos de nichos do segmento:

  • Objetos de decoração
  • Móveis novos e móveis planejados
  • Móveis usados
  • Restauração de móveis
  • Montagem de móveis
  • Materiais de construção
  • Cama, mesa e banho
  • Quadros e obras de artes
  • Papéis de parede e adesivos
  • Jardinagem
  • Planejamento e decoração de interiores

Setor de casa e decoração: cenário atual

A pandemia com certeza impactou a economia. Porém, o mercado de casa e decoração teve uma grande alta nesse período. Com a mudança nos hábitos dos clientes, eles criaram uma relação mais intimista com seus lares, passando a se importar ainda mais com a funcionalidade e a decoração dos ambientes.

Muita gente passou a cozinhar, trabalhar, criar horta e jardim, cortar os próprios cabelos, organizar espaços para hobbies, tudo em seus próprios lares. Isso despertou o interesse por modificar e decorar ainda mais esses ambientes.

E o aumento das compras online foi um grande impulsionador para o ecommerce, criando e acelerando novas tendências.

Segundo uma pesquisa publicada pelo portal Terra e realizada pelo instituto IEMI Inteligência de Mercado, em 2020, no início da crise da covid-19, o setor de casa e decoração registrava alta de 4,65% nas vendas do varejo em relação a 2019, movimentando R$87,7 bilhões.

Já o estudo feito pela Conversion mostrou que o setor online de casas e móveis cresceu quase 87% de março de 2020 a março de 2021.

Mesmo após o final da pandemia, a previsão é que o setor de casa e decoração continue aquecido. Muitos brasileiros modificaram seus hábitos e continuam comprando pela internet.

Além disso, muitos esperam continuar trabalhando em suas casas e/ou praticando hábitos caseiros adquiridos nesse período. Por isso, ao que tudo indica, abrir uma loja virtual continuará trazendo ótimas perspectivas.

Como criar uma loja virtual de casa e decoração

Para criar uma loja virtual, seja de casa e decoração ou de outro setor, existem alguns passos básicos que devem ser seguidos. Os principais:

➡️ Plano de negócios: faça uma pesquisa de mercado e elabore o seu plano de negócios. Os principais tópicos que devem ser abordados são nicho, público-alvo, metas e objetivos a curto e longo prazo.

➡️ Plataforma de ecommerce: é fundamental observar os recursos disponíveis como layout, suporte, segurança, recursos, integrações etc.

➡️ Produtos e fornecedores: escolha produtos de qualidade e faça parcerias com fornecedores confiáveis.

➡️ Envio: configure opções de envio, dê informações claras e passe segurança para os clientes sobre prazos e rastreamento de compras.

➡️ Formas de pagamento: adote opções variadas que atendam às preferências dos seus clientes.

➡️ Estratégias de marketing: não adianta ter o melhor produto se ele não for visto por muitas pessoas. Os principais pontos são: identidade visual, redes sociais, e-mail marketing e anúncios pagos.

➡️ Gestão: use recursos inteligentes e seguros, como um ERP, para ajudar a gerenciar estoque, dados, vendas etc.

➡️ Legislação: é preciso conhecer os direitos e deveres da empresa e do consumidor. Entenda a importância de ter um CNPJ, estude a Lei do Ecommerce, a Lei Geral de Proteção de Dados e o Direito de Arrependimento.

5 dicas para criar a sua loja virtual de casa e decoração

1. Diversifique

Ainda que se trabalhe com um único produto, é fundamental diversificar na cor, tamanho, estampa, material, entre outros. Dessa forma, dá para agradar públicos diferentes e aumentar as vendas.

É importante ter opções de serviços também. Se a sua loja só vende móveis, por exemplo, você pode fazer parcerias com montadores. Assim, seu cliente já tem uma experiência completa.

Também vale lembrar de diversificar na entrega (correios, transportadora, retirada em loja) e nas formas de pagamento (cartão de crédito, boleto, Pix etc.). Dê opções aos seus clientes.

2. Capriche nas imagens e nas descrições

As lojas online não permitem que o cliente use seus cinco sentidos para decidir o que comprar, não é mesmo? Por isso, é importante oferecer meios para que ele “sinta” a experiência, mesmo que só conte com a visão e/ou a audição.

Afinal, muitos produtos de casa e decoração têm custos mais altos e podem exigir um grande investimento dos clientes. Então é importante que eles se sintam confiantes.

Use imagens de qualidade, que podem ser aumentadas para ver detalhes, e capriche nas descrições dos produtos.

3. Use a tecnologia a seu favor

E falando nisso, aproveite os diversos recursos e ferramentas disponíveis para que os consumidores tenham mais confiança em comprar na sua loja.

Você pode criar vídeos com tutoriais de montagem ou fotos com ideias de decoração usando vários dos seus produtos. Outra opção é apostar na realidade virtual aumentada, para simulações de posicionamento de um móvel em um certo ambiente ou de uma cor diferente na parede do cliente.

4. Parcerias

Parcerias são importantes em qualquer negócio. Por isso, dependendo do nicho escolhido, você pode fazer parcerias com profissionais da área, como mencionamos acima no item 2.

Montadores de móveis, arquitetos e designers de interiores são alguns exemplos. Outra opção é fazer parcerias com influencers que falem com o público que você deseja atrair.

5. Atenção às novidades

O meio digital muda o tempo todo. Sempre existem novas ferramentas, plataformas, redes sociais e por aí vai…

Esteja por dentro e escolha o que vai te ajudar a escalar o seu negócio. Por exemplo, que tal um perfil no TikTok com ideias de decoração ou um podcast sobre a história dos móveis?


editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *